Astral de Natal é ficar de boinhas curtindo

Descanse e reconheça suas conexões nessa semana. Evite briga com parente que não vale a pena.

Primeira coisa importante nessa semana de Natal pra gente pensar é: primeira semana de Vênus retrógrado, então tudo de relacionamento tá começando a andar pra trás, e Natal já é um pouco um andar pra trás né, a gente vê aquele povo que a gente nunca vê, um povo que a gente não gosta tanto, mas no fim a gente ri das próprias desgraças que a gente, como família, passa junto, independente da família.

A Família Addams
A Família Addams

Divulgação

Mas uma coisa boa esse rolê todo de andar pra trás é que a gente também pode pegar esse encontro com pessoas de outra época da nossa vida pra gente também revisitar uns outros eus das nossas vidas. Se a Vênus retrógrada é sobre revisão dos nossos ‘eu quero’, é sempre bom relembrar outras versões da gente que quis coisas que a gente jamais iria querer hoje, que se apaixonava por gente lixo que hoje a gente nem chega perto, e também que a gente alcançou muita coisa boa que a gente quis, mas também quis demais muita coisa que não valia a pena.

De Repente 30
De Repente 30

Divulgação

Publicidade

Falando em coisas que a gente quis ou quer, Natal com a Vênus retrógrada também lembra da gente sobre duas coisas: a primeira é que se a gente consegue tolerar certas coisas porque a gente é “obrigado” e ainda achar assunto pra rir anualmente, então a gente também pode pensar em como levar isso pra outras comunidades e famílias por aí; e a segunda é que se a gente consegue afastar suficientemente pessoas que a gente nasceu próximo, de tão chatas que são, a gente também pode afastar gente bem menos relevante e que a gente mantém próxima por motivos que, se a gente pensar bem, nem a gente sabe.

Essa semana também marca o último encontro conflituoso de Saturno com Urano, o terceiro deste ano. Aos poucos, estamos fechando um ciclo que começou lá no início do ano: aparecimento da vacina, início do governo Biden, Lula aparecendo mais, regimes de ultradireita começando a ser desmascarados. Quem sabe realmente 2022 mostra que alguns ciclos a gente vai saber fechar de uma maneira minimamente razoável, pra tomar uma decisão 13 vezes melhor ano que vem.

Publicidade

Falando em 2022 que vem aí, o astral desse Natal tá puxando a gente também pra aproveitar que já tá meio decidido até por parte dos velhos que o Bolsonaro é uma merda, e também tá meio longe da eleição, e fugir de umas brigas desnecessárias. Porque ano que vem você tá aí de novo, então se tiver gente ainda que acha Bolsy joia, dá um prato de grama (mentira, cumprimenta e muda de cômodo). A vibe tá bem boa pra ficar relembrando coisas boas, sentindo um contato que ficamos sem sentir algum tempo, e muito menos pra ficar alimentando rancinho. Se você vai ter que passar aquela noite ali, aproveita pra se lembrar porque você gosta daquelas pessoas. Ou, se você não gosta de ninguém, ou não vá ou vá apenas para comer.

Grinch
Grinch

Divulgação

A real é que essa vibe de fim de ano pode ser muito bem aproveitada se você pensar no tamanho do caminhão de cocô mole que foram os últimos anos, meses, etc. Quando você já tá com o pezinho na merda, cheirando a merda, tudo ganha uma perspectiva nova de esperança. E como ano que vem é muito sobre empatia coletiva e sonho, esse role de fim de ano vai ser uma boa oportunidade pra cultivar isso daí.

Em termos de vibes mais rápidas e com outros planetas, a semana tende a afetar um pouco mais as taurianes, capricornianes e librianes, que podem ficar um pouco mais emotivas ou um pouco mais melancólicas, antes de entrar num rolê mais analítica e calma nas próximas semanas. Para as Arianes, Sagitarianes e Escorpianes, possibilidades de ser uma semana intensa e forte, especialmente ali perto do Natal mesmo; se houver algum fato muito intenso, possivelmente ele veio pra transformar. 

Veja também