As 10 melhores versões que os brasileiros já criaram para hits internacionais

"Bem mais fácil, é mais fácil, se a gente se entendeeer".

Há 4 anos

10. A versão Calcinha Preta de "Without You" da Mariah Carey que virou "Paulinha". Sim, Paulinha.

O que era: "I can't live if living is without you. I can't live, I can't give anymore".

O que virou: "Paulinhaaa, me diz o que é que eu faço? Paulinhaaa, por que se casou?"

9. Latino fez do "Gangnam Style" do Psy uma "Despedida de Solteiro".

O que era: "Oppa is Gangnam style, Gangnam style".

O que virou: "Laçar, puxar, beijar. Pra galopar. Só pra galopar".

Pera aí, quê?

Publicidade

8. Não se sabe como, mas "Love By Grace" da Lara Fabian ganhou uma versão chamada "Magia Branca".

O que era: "I remember the rain on the roof that morning. And all the things that I wanted to say. The angry words that came from nowhere without warning. That stole the moment and sent me away".

O que virou: "Lá nas nuvens escrevi o teu nome e desenhei um coração pra você. Fiz chover gotas de amor perfumadas. Pra não deixar sombras que eu sempre te amei".

Então tá.

7. A Banda Djavú mandou um "Se Não Valorizar" para a sua versão de "Umbrella" da Rihanna.

O que era: "Now that it's raining more than ever. Know that we'll still have each other. You can stand under my umbrella. You can stand under my umbrella".

O que virou: "Toda vez que eu te aceitava. Você vinha e aprontava. Só eu sei o que eu passei sofri calada. Vai me perder se não valorizar".

Publicidade

6. Calcinha Preta mais uma vez inovando e fazendo um "Como Fui Me Apaixonar" da música "Halo" da diva Beyoncé.

O que era: "Everywhere I'm looking now. I'm surrounded by your embrace. Baby, I can see your halo. You know you're my saving grace".

O que virou: "Como fui me apaixonar, mesmo sem te conhecer. Baby, eu estou te querendo. Baby, onde está você?".

No caso, o Halo cadê?

5. E o clássico "Imortal" que Sandy & Junior fizeram para a música "Immortality" da Celine Dion.

O que era: "And I will stand for my dream if I can. Symbol of my faith in who I am" e "Immortality. I make my journey through eternity".

O que virou: "Eu cresci agora sou mulher. Tenho que encarar com muita fé" e "O que é imortal, não morre no final".

Publicidade

4. A Banda Sedutora que transformou "Wrecking Ball" da Miley Cyrus em "Bateu a Química".

O que era: "We clawed, we chained our hearts in vain. We jumped, never asking why".

O que virou: "Me olhou, te olhei. Paquerou, paquerei, daí então bateu a química".

A gente sabe bem como é essa coisa de química.

3. Claro que tem a rainha absoluta cantando "Eu Sou Stefhany" no lugar de "A Thousand Miles" da Vanessa Carlton.

O que era: "If I could fall into the sky. Do you think time would pass me by".

O que virou: "No meu CrossFox eu vou sair. Vou dançar, me divertir".

Publicidade

2. E a Viviane Batidão que fez "Million Reasons" da Lady Gaga virar "Vá Embora".

O que era: "You're giving me a million reasons to let you go. You're giving me a million reasons to quit the show. You're givin' me a million reasons, give me a million reasons".

O que virou: "A gente tinha tudo aquilo pra ser feliz. Um apartamento como sempre quis. Filhos e um cachorro, um bom emprego. Férias de verão, nosso sossego".

Uma canção sensível sobre a situação do emprego no país.

1. Angélica nos abençoou com "Se A Gente Se Entender", sua versão do hit "Linger" do The Cranberries.

O que era: "You got me wrapped around your finger. Do you have to let it linger? Do you have to, do you have to, do you have to let it linger?"

O que virou: "Quem sabe se a gente se falasse. Fosse mais fácil entender. Bem mais fácil, é, mais fácil. Se a gente se entender".

Não tá fácil pra ninguém não.

Publicidade

Sua versão favorita não apareceu nesta lista? Deixe-a nos comentários!

Veja também:

Publicidade

Publicidade