Aqui está tudo o que há de errado com Emily em Paris, segundo uma francesa de verdade

Primeiramente, não somos pessoas *tão* ruins assim!

Olá! Eu sou Marie, sou francesa, vivo em Paris e estou aqui para falar com vocês sobre "Emily em Paris".

Marie Telling

Aparentemente, o mundo todo já assistiu à nova série da Netflix sobre as aventuras de uma garota norte-americana na França.

Netflix

Caso vocês ainda não tenham visto, é a história de Emily, uma garota de 20 e poucos anos de Chicago que adora caminhar, cores brilhantes e seu namorado babacão e obcecado pelo time de beisebol da cidade, o Chicago Cubs. Certo dia, ela é enviada a trabalho para Paris, onde descobre la joie de vivre.

Publicidade

Então, eu pensei em esclarecer algumas coisas e compartilhar tudo o que, na minha opinião, há de errado em "Emily em Paris". (Eu gostaria de deixar registrado que, apesar de todas as coisas ridículas, realmente gostei da série!!)

Netflix

1. Primeiramente, que palhaçada é essa de Emmanuel Macron ser "um gato"??

Netflix

Eu não estou aqui para criticar o gosto de ninguém, mas incentivo qualquer pessoa que ache Macron um gato a assistir a este discurso e depois vir falar comigo. Mas continuemos.

Publicidade

2. No início da série, descobrimos que o novo apartamento de Emily é um chambre de bonne.

Netflix

É assim que são chamados os antigos e minúsculos alojamentos de empregadas domésticas em prédios parisienses, que posteriormente foram transformados em pequenos estúdios (geralmente para estudantes).

Mas isto NÃO é um chambre de bonne:

Netflix, Netflix

É um belo e amplo apartamento, pelos padrões de Paris. Tem várias janelas (!!!) e uma cozinha totalmente equipada (!!!!!!).

Publicidade

ISTO é um chambre de bonne:

Vejam como o chuveiro fica ao lado do espaço da cozinha, que tem apenas duas bocas de fogão, um frigobar e uma pia (onde provavelmente você também teria de escovar seus dentes). Imagino que o vaso sanitário seja no corredor do prédio e que você tenha de compartilhá-lo com diversos outros moradores – algo bem comum em chambres de bonne.

3. Claro, Paris é repleta de amor e beleza. Mas também costuma ser nojenta e cansativa.

Netflix

Talvez seja porque acabei de passar 40 minutos em um metrô lotado, suando sob minha máscara, para voltar para casa – um minúsculo apartamento onde consigo ouvir minha vizinha gritando com seu filho pequeno através das paredes fininhas –, mas não estou sentindo o amor, romance, luz e beleza no momento.

Publicidade

4. Nenhum vibrador, não importa quão potente, estouraria o fusível de um quarteirão inteiro em Paris.

Netflix

Nosso sistema elétrico está equipado para suportar todo tipo de equipamentos.

5. Isso pode ser uma surpresa para muitos, mas nós realmente trabalhamos e temos de chegar no horário no trabalho.

Netflix

Nenhuma empresa que eu conheço começa a trabalhar às 10h30. A maioria dos franceses trabalha de 8h30 ou 9h até 19h. (Porém, temos intervalos para o almoço de verdade e mais folgas remuneradas do que nos EUA.)

Publicidade

6. Ainda falando sobre infraestrutura: não, nosso encanamento não tem "500 anos de idade. Literalmente".

Netflix

A maioria dos prédios em Paris não tem nem 200 anos e, acreditem se quiser, nós modernizamos algumas coisas ao longo dos anos. Temos até água potável saindo desses canos!

7. Eu duvido que Carla Bruni e Brigitte Macron enviem memes sobre vaginas envelhecidas uma para a outra.

Netflix

Mas a audácia da série é admirável.

Publicidade

8. Eu posso estar sendo tendenciosa aqui, mas acreditem: nós não somos pessoas ruins!

Netflix

Se Emily quer que as pessoas sejam gentis com ela, talvez devesse aprender um pouco sobre costumes locais e o mínimo de bons modos. Ao entrar em uma loja, não se esforce para dizer "bonjour" se vai começar a falar em inglês logo depois disso. As pessoas podem não achar isso muito legal. Eu não pensaria em, por exemplo, ir ao trabalho ou a uma padaria nos EUA, começar a falar em francês e dar um sermão nas pessoas sobre como são as coisas no meu país, esperando que elas sejam gentis comigo.

9. E não, todas as pessoas do escritório não começariam a chamar alguém de "la plouc" só por acharem a pessoa irritante.

Netflix

Pelo menos, não na cara da pessoa. Isso é crueldade.

Publicidade

10. Ao contrário do que a série quer que vocês acreditem, mulheres francesas mais velhas não saem por aí gritando com jovens norte-americanas.

Netflix

Eu não sei por que eles decidiram representar todas as mulheres francesas mais maduras como bruxas na série, mas isso foi algo que realmente me deixou irritada. Eu não deveria nem ter de escrever isto, mas: nem todas as mulheres francesas, independentemente da idade, são ruins, invejosas e antifeministas.

11. Nem todos os homens franceses parecem ter passado o último mês pegando um bronze em um iate e nem são esquisitões assustadores.

Netflix, Netflix

Eu não acredito que série está me obrigando a utilizar o argumento "nem todos os homens", mas a obsessão com o clichê do amante francês esquisitão e assustador soou muito estranha e desagradável.

Publicidade

12. Foi mal, mas as cidades europeias não foram construídas pensando nos turistas norte-americanos.

Netflix

Elas não são dispostas em uma grade, elas são o resultado de milhares de anos de histórias. Talvez Emily não devesse andar pelo mundo esperando que as coisas sejam organizadas para a sua conveniência e de acordo com as suas regras? (Perdão, estou sendo meio irônica aqui, e vocês provavelmente estão pensando que as pessoas francesas são tão ruins na vida real quanto são na série. E talvez isso seja verdade. ¯\_(ツ)_/¯)

13. Você não precisa usar uma boina quando está na França.

Netflix

Eu só quero deixar isso claro, porque já vi muitos norte-americanos no Instagram usando uma durante viagens pela Europa: não é assim que você se integra ou se parece com um local. Na verdade, muito pelo contrário.

Publicidade

14. Nem todo mundo odeia a Normandia.

Eu sei que o conhecimento de Emily sobre a Normandia restringe-se a "O Resgate do Soldado Ryan", mas a região fica a apenas algumas horas de Paris (e é adorável). Por que eles estão agindo como se nunca mais fossem ver Gabriel após ele se mudar para lá?

15. Esta crítica não é relacionado à França, mas em que mundo alguém ganha milhares de seguidores no Instagram em algumas semanas simplesmente postando uma selfies basiconas?

Netflix

Minha opinião.

Publicidade

16. E em que realidade este comercial mequetrefe seria considerado bom o bastante para promover um perfume de luxo?

Netflix, Netflix, Netflix

Com ou sem modelo nua.

17. Le Café de Flore já não é mais legal há uns 40 anos.

Netflix

Atualmente é só uma armadilha para turistas com preços exorbitantes.

Publicidade

18. Você não precisar ir ao restaurante de Ralph Lauren para comer um cheeseburger bom em Paris.

Netflix

Temos um monte de hamburguerias. É possível passar um ano inteiro em Paris comendo hambúrguer todos os dias sem precisar ir duas vezes ao mesmo lugar.

19. E eu nunca, nos meus 32 anos de francesa, ouvi falar desta regra.

Netflix

Imagino que eu não seja suficientemente sofisticada.

Publicidade

20. Presumo que isto tenha a ver com nossa fama de não tomar banho, mas... eca!!

Netflix

Se algum dia um homem francês disser isso para você, não é normal, fofo ou sexy. É simplesmente nojento, e você deveria fugir o quanto antes. (E nós tomamos banho!)

21. Os clichês sobre sexo são ridículos.

Netflix

A série é um catálogo de clichês sobre a relação dos franceses com o sexo. Aparentemente nossos homens nunca se cansam de fazer sexo, e todo mundo tem um amante (casado) – e a esposa dele sabe e aprova??

Publicidade

22. O mesmo vale para a representação do modo como os franceses criam seus filhos.

Netflix

Sabe como é, toda mãe francesa normal preocupa-se com as habilidades sexuais do seu filho de 17 anos!

23. Esta deve ser a pior (e mais historicamente incorreta) cantada que já ouvi.

Netflix

O quê?? É, os franceses esconderam-se quando estavam sendo bombardeados durante a II Guerra Mundial. COMO TODAS AS PESSOAS DEVERIAM FAZER quando estão sendo bombardeadas.

Publicidade

24. E, por último, eu só queria dizer que a verdadeira vilã da história não é a chefa de Emily ou sua senhoria malvada, mas a própria Emily.

Netflix

Sutilmente insultando pessoas gentis e [ALERTA DE SPOILER] dormindo com o irmão E com o namorado da única garota francesa que foi realmente simpática com ela!

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade

Leia mais

Classifiquei os looks de Emily em Paris do mais brega ao mais chique

Escrito por amandatavares • há 10 meses

Você é mais Emily in Paris ou Emily de O Diabo Veste Prada?

Escrito por Priscila Mendes • há 10 meses

O criador de Emily em Paris revelou seus momentos favoritos da série

Escrito por Shyla Watson • há 10 meses

10 Perfis no Instagram para quem amou Emily em Paris

Escrito por amandatavares • há 10 meses

Veja também