A matéria da entrevistada correndo é ainda mais absurda do que os memes

A mulher que aparece na reportagem foi vista comprando pão e indo para casa depois de bater ponto por dois dias seguidos. O vídeo faz parte de uma matéria da Globo sobre funcionários da Assembleia Legislativa de Goiás que fraudam o trabalho.

Publicado por Flora Paul e Gaspar José

Há 6 anos

Publicidade

A mulher que esta correndo é Ednair Maria dos Santos Moraes, servidora da Assembleia Legislativa de Goiás e uma das personagens de uma reportagem da Globo sobre funcionários públicos que costumam bater o ponto no trabalho e vão embora logo em seguida.

A reportagem é da TV Anhanguera, filiada da Rede Globo em Goiás.

Entre os profissionais flagrados, estava um um rapaz que bate o ponto e sai de moto. Quando parado, ele dá uma gaguejada e responde que trabalha para o Deputado Valcenor Braz (PTB), e que na verdade estava indo levar a esposa ao trabalho, mas já voltava.

Outro funcionário, Geraldo Marques, que bate ponto, vai a uma ONG, onde é abordado pela reportagem e primeiro alega trabalhar ali, depois diz que foi "só levar uns papéis" e que era motorista do Dep. Paulo Cezar Martins (PMDB).

O caso de Ednair é o que mais chama a atenção. Após ser filmada sem saber batendo ponto, comprando pão e voltando para casa por dois dias, a reportagem resolve abordá-la.

Publicidade

Ednair, assessora do deputado Marlúcio Pereira da Silva (PTB), responde: “Por enquanto estou sem trabalho”.

Quando a reportagem avisa que já a viu batendo ponto na Assembleia e indo embora para casa, a servidora diz que nunca fez isso.

http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/v/servidores-so-aparecem-para-bater-ponto-na-assembleia-legislativa-de-go/4500973/, http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/v/servidores-so-aparecem-para-bater-ponto-na-assembleia-legislativa-de-go/4500973/

Publicidade

E sai correndo.

Correndo. Correndo mesmo, mais que um quarteirão.

Publicidade

Olha esse pique:

“Senhora, a senhora é funcionária da Assembleia? Se a senhora não tem problema, por que tá correndo?”, diz a repórter ofegante, correndo atrás da servidora.

Publicidade

A emissora informou que o deputado do PTB afirmou que Ednair presta serviços de assistência social na cidade e que, "em alguns dias, ela precisa passar em casa para apanhar algum objeto."

O deputado Hélio de Souza, do DEM, presidente da Assembleia, garante que com "esta conduta, se for efetivo [por meio de concurso público], que não deve ser, será submetido a um processo e poderá ser exonerado. Agora se ele for comissionado [cargo de confiança] já pode contar com sua exoneração". Para a reportagem do Jornal Nacional, o Ministério Público diz que vai investigar a fraude.

Assista aqui a reportagem completa.

Publicidade

Atualização: 29/09/2015, 18h34

Segundo o G1, a servidora deve ser exonerada da Assembleia de Goiás nesta quarta-feira (30), após a publicação no diário oficial de um decreto assinado pelo diretor-geral da Assembleia. Leia mais aqui.

Veja também