A Lari mostrou como homens brancos podem ser racistas ao flertar com uma mulher negra

Não é legal tratar o interesse por mulheres negras como um fetiche ou uma experiência exótica.

A Lari tem 19 anos, é carioca e, como vocês podem ver, é negra.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @_laripreta

Justamente porque alguns utilizam a cor dela para tratá-la como um objeto.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @_laripreta

Há inúmeras maneiras de flertar com mulheres negras. Inclusive, é possível abordá-las sem citar a raça delas já no primeiro contato. Quando a abordagem logo fala da cor, fica claro que essa "quedinha" que alguns homens dizem ter está baseada em inúmeros estereótipos e preconceitos sobre pessoas negras.

Ou apenas como um fetiche sexual.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @_laripreta

Todas as mulheres podem ser tratadas como um objeto sexual, afinal, vivemos numa sociedade que faz isso culturalmente com todas, independentemente de raça. Mas como as mulheres brancas são consideradas o padrão do desejo, quando alguns homens brancos se interessam pelas negras, acabam expressando isso como algo exótico e diferente. Se você reparar, há um tom de confissão nessas mensagens, como se fosse algo secreto que eles acabaram de revelar.

Essas mensagens deixam claro que quando você é uma mulher negra, a sua raça vem antes de qualquer coisa. E junto dela, um monte de estereótipos negativos.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @_laripreta

E um deles é que as mulheres "morenas" são "da cor da pecado". Essa associação da raça ao pecado é uma das heranças cruéis do período da colonização no Brasil. Esse discurso era feito para justificar estupros, como se a culpa fosse das próprias mulheres negras.

Os negros que foram escravizados nesse período eram tratados como animais e não civilizados. E por isso também eram vistos como burros e hiperssexualizados, o oposto de pessoas brancas.

Isso ocorre por causa da crença racista de que mulheres negras são mais quentes na cama.

Reprodução / Twitter / Via Twitter: @_laripreta

Supor que uma pessoa negra é boa de cama apenas porque ela é negra é racismo. Há muitas coisas envolvidas na hora do sexo e qualquer pessoa, independentemente da cor, pode ser quente na cama.

Veja também:

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.