A “brincadeira” do Nego do Borel com Luisa Marilac mostra como a transfobia funciona

O funkeiro respondeu a um elogio de Luisa Marilac chamando-a de "homem".

Um elogio à foto postada por Nego do Borel no seu Instagram neste sábado (12) rendeu uma reação bastante transfóbica por parte do funkeiro.

Reprodução/Instagram

A foto e os comentários foram apagados, mas repercutiram nas redes sociais, rendendo acusações de transfobia.

Luisa Marilac, uma mulher trans, chamou Borel de gato nos comentários e ele respondeu dizendo que ela também "é um homem gato".

Reprodução/Instagram

Luisa, que ficou famosa por seu vídeo tomando bons drinks na piscina, demonstrou surpresa com o comentário do artista. "Eu estou perplexa, fiquei sem chão... sigo o cara tanto tempo, gosto do trabalho dele e olha o que ele fala pra mim", disse no seu Twitter.

Publicidade

Algumas semanas antes, Luisa havia comemorado no seu Instagram a conquista da certidão de nascimento reconhecendo sua identidade feminina.

Na ocasião ela comentou: "Estou muito feliz e gostaria de agradecer todas as pessoas envolvidas e que me ajudaram."

O caso gerou ainda mais críticas por Borel usar de um discurso de respeito à diversidade e já ter feito clipe vestido como a "Nega da Borelli", personagem que ele criou.

"Reencarnei uma personagem que fazia há tempos para lembrar de forma bem humorada que as pessoas são livres para escolherem o que querem ser. O respeito ao outro tem que estar acima de tudo", afirmou Borel em nota na época do lançamento do clipe de "Me Solta".

Publicidade

Nego do Borel então usou o Instagram no domingo (13) para publicar um pedido de desculpas, no qual se referiu à sua atitude transfóbica como "brincadeira".

Ele afirmou que às vezes machuca as pessoas sem querer com suas brincadeiras, mas que não é do seu coração ser homofóbico ou transfóbico. "A minha intenção jamais foi machucar, jamais foi ferir", disse.

A comparação de transfobia a uma "brincadeira" não agradou. Duda Salabert, professora e ativista trans lembrou como o humor é usado para oprimir.

Reprodução/Instagram

Duda explicou que a tentativa de Borel de fazer piada com Luisa é uma violência a uma pessoa que faz parte de um grupo que já é alvo de diversas opressões sociais e que por isso tem uma expectativa de vida de apenas 35 anos.

Publicidade

Luisa Marilac postou um vídeo nesta segunda (14) no YouTube, afirmando que está acostumada a sofrer transfobia e que não tem raiva do Nego do Borel.

Publicidade

Ela termina dando um conselho ao funkeiro: "quero que você aprenda a se por no lugar do outro".

Publicidade