9 dicas de masturbação que valem por dicas de autocuidado

Você merece este ritual de prazer.

Para muitas pessoas, a masturbação é algo rápido e eficiente.

Ainda assim, vale a pena dedicar seu tempo para uma masturbação com ~atenção plena~. Essa é uma ótima forma de conhecer seu corpo, entrar em contato com o que te excita e ter um momento muito, muito bom consigo mesmo(a).

Para os não iniciados, a atenção plena é a prática de estar concentrado(a) no momento e de prestar atenção no seu corpo, seus sentimentos e seus sentidos.

Assim, a masturbação com atenção plena significa abraçar esse nível de concentração e consciência enquanto você faz sexo com você mesmo(a). É como um ritual de amor-próprio.

Mas como conseguir isso? Para saber, pegamos dicas com Daniel Saynt, fundador da Sociedade para o Bem-Estar (conteúdo adulto), que organiza oficinas de educação sexual.

Publicidade

1. Jogue a meta do orgasmo pela janela e se concentre apenas na exploração e no prazer.

Isso *provavelmente* é o contrário de como você normalmente se masturba — afinal, uma das coisas boas da masturbação é que você tem a vantagem de saber como gozar. Mas esse não é o ponto aqui.

"A ideia da masturbação com atenção plena é aumentar sua compreensão de seu corpo, descobrir novos sentimentos e ajudar você a explorar novas maneiras de ter prazer", disse Saynt. "O 'objetivo' é ser capaz de dizer: 'Eu conheço meu corpo. Eu sei de quais brinquedos e toques eu gosto.'"

Então, em vez de trabalhar em prol do orgasmo, Saynt sugere prolongar a experiência pelo máximo de tempo possível. Você pode fazer isso chegando perto de seu limite (ou seja, chegar quase ao ponto de gozar e depois descansar antes de começar de novo) ou evitando o tipo específico de estímulo que sabe que faz você gozar.

2. Prepare o palco e crie um ~ambiente~ para definir o clima.

Velas, luz ambiente, música, tudo isso. Ou, pelo menos, reserve um tempo para relaxar e abrir uma janela para respirar ar fresco. Pode parecer exagero, mas você está apenas criando um ambiente onde possa relaxar e se concentrar na tarefa.

Se você não sabe por onde começar, Saynt sugere uma seleção para adultos de música ~melódica~ para esse fim.

Publicidade

3. Escolha um momento em que sabe que não será interrompido(a) ou distraído(a) pelo medo de alguém ouvir.

Porque essa é a maneira mais rápida de estragar o clima. Além disso, Saynt sugere encontrar tempo na sua agenda para passar uns 30 minutos brincando com você mesmo(a) e curtindo a experiência.

4. Certifique-se de definir tudo o que precisa antes de começar e escolha uma variedade para experimentar.

Pense nestas opções: brinquedos, lubrificantes, toalhas e por aí vai. Dessa forma, você não precisa parar para pegar alguma coisa quando estiver no momento. Para lubrificação, Saynt recomenda usar uma à base de silicone, por ela ser mais espessa (a menos que você esteja usando brinquedos que exijam algo à base de água).

Publicidade

5. Se você precisar de ajuda para acalmar seus pensamentos e se concentrar, comece com alguns exercícios de meditação ou relaxamento não sexuais.

Nathan W. Pyle / Via buzzfeed.com

Às vezes, estar concentrado(a) e presente é mais fácil falar do que fazer. Se este for o seu caso, tire alguns minutos para controlar quaisquer pensamentos de estresse ou ansiedade. Você pode, por exemplo, se concentrar na sua respiração ou repetir um mantra (em voz alta ou em silêncio).

6. Substitua a pornografia por fantasias, para que você possa realmente entrar em contato com o que gosta.

Para esse experimento de atenção plena, Saynt sugere fortemente não usar pornografia. Quando se trata de excitação, seu corpo é um pouco menos exigente do que sua mente, então quando você assiste a um filme pornô, você se estimula com isso — e não necessariamente com coisas que realmente vão te transformar. E, como o objetivo aqui é descobrir o que você gosta e ao que seu corpo responde, a pornografia acaba mais atrapalhando do que ajudando.

Publicidade

7. Explore todas as suas zonas erógenas e como elas reagem a diferentes tipos de toque.

Você pode descobrir que sente muito prazer em partes de seu corpo que normalmente não estimula, como seus mamilos ou sua barriga. O mesmo vale para diferentes tipos de toque, disse Saynt — você pode estar acostumado(a) a esfregar ou acariciar, então brinque com sensações como coçar, apertar e fazer cócegas.

Claro, isso não quer dizer que você não deva dedicar bastante tempo aos seus genitais. É possível que você nunca os tenha explorado por completo, então use seus dedos ou brinquedos para sentir tudo o que está fazendo lá, concentrando-se em novas sensações. Por fim, você pode tentar o orgasmo se quiser, mas vai ganhar pontos bônus se tentar fazer isso acontecer de uma maneira diferente do que normalmente faz.

8. Enquanto explora, tente visualizar seu corpo e imagine cada toque ou sensação como uma cor que aparece em sua pele.

Identifique cada cor, assim você pode estimulá-las mais ou menos dependendo das sensações que esses toques causam. Ou, se as cores não funcionarem para você, tente imaginar seu corpo como um mapa de calor e ver onde o prazer é mais concentrado.

Esse exercício te ajudará a criar um roteiro para seu corpo e suas zonas de prazer, mas também pode ser prazeroso por si só. "Você começa a visualizar seu corpo com prazer, e isso também pode ser excitante", disse Saynt.

Publicidade

9. Quando terminar — seja depois de ter tido um orgasmo ou quando decidir —, reserve um tempo para refletir no que aprendeu sobre seu corpo.

"Pense no orgasmo que acabou de ter e nas sensações que gostou. Identifique o que te deu mais prazer para poder repetir depois", disse Saynt.

E, então, se quiser, pode começar a segunda rodada. Ou apenas se sentir bem por ter um relacionamento forte e saudável com o próprio corpo.

O que você acha da ideia de se masturbar com a atenção plena ou como uma forma de autocuidado?

Publicidade

Veja também:

20 coisas que sua vagina gostaria que você soubesse sobre a masturbação

Escrito por Anna Borges • há 4 anos

25 técnicas de masturbação que você talvez vai ter vontade de copiar

Escrito por Anna Borges • há 5 anos

23 dicas de masturbação para todo mundo que tiver um pênis

Escrito por Anna Borges • há 5 anos

43 fantasias sexuais que as pessoas têm

Escrito por Anna Borges • há 4 anos

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.

Publicidade

Veja também