8 filmes com temáticas indígenas que precisam ser vistos por todo mundo

Documentários e ficções, é só escolher.

1. "Ex-Pajé" (2018).

O filme transita entre cenas documentais e reencenações de acontecimentos da vida do ex-pajé Perpera, dos Paiter Suruí, em Rondônia (RO). Conta sobre o etnocídio de sua cultura no encontro com a Igreja Católica, que os convence de que seus rituais são contra a religião, os levando a excluir Perpera da comunidade.

Disponível na GloboPlay e no Now.

2. "As Hiper Mulheres" (2011).

O documentário conta sobre a organização do Janurikumalu, o maior ritual feminino do Alto do Xingu (MT), a pedido de um ancião dos Kuikuro para que sua esposa possa cantar pela última vez antes de morrer. O ritual, caracterizado pela canção das músicas, passa por dificuldade na organização pelo fato da única cantora que conhece todas as músicas se encontrar doente no início do filme.

Disponível em Vídeo nas Aldeias e no Youtube.

Publicidade

3. "Piripkura" (2017).

O documentário conta a história de Rita, uma das últimas dos Piripkura, que ajuda a Fundação Nacional do Índio (Funai) em expedições que acontecem de tempos em tempos a fim de provar que seus parentes Packyî e Tamandua ainda vivem em suas terras no Mato Grosso (MT), para que o órgão possa protegê-los de invasões de madeireiros e garimpeiros.

Disponível no Youtube.

4. "Martírio" (2016).

Entre imagens da década de 1980 e de 2010, o documentário pesquisa as relações entre o retorno dos Guarani Kaiowá às suas terras no Mato Grosso do Sul (MS) e as origens do seu genocídio pela bancada ruralista e o agronegócio.

Disponível em Vídeo nas Aldeias.

Publicidade

5. "A Febre" (2019).

O longa de ficção conta sobre Justino, dos Desana, de 45 anos trabalhando no porto de cargas de Manaus, no Amazonas (AM). Vivendo apenas com sua filha, que está de partida para estudar medicina, Justino é tomado por uma febre misteriosa. Quando seu irmão o visita, Justino passa a lembrar de sua vida na aldeia, não suportando mais sua distância de lá e a opressão da cidade.

O filme ainda está em período de exibição, sendo disponibilizado por tempo limitado no Espaço Itaú Play.

6. "A Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos" (2019).

Baseada em algumas histórias reais, a ficção conta sobre Ihjãc, dos Krahô, em Pedra Branca, Tocantins (TO). Atormentado pela perda do seu pai, a responsabilidade de preparar seu rito de passagem e o chamado das araras para virar pajé, o jovem foge para a cidade.

O filme está disponível no Now e no Vimeo.

Publicidade

7. "Taego Ãwa" (2016).

O documentário feito a partir de fitas VHS encontradas dos Ãwa na década de 1970 investiga a memória e costumes perdidos pelos indígenas forçados a abandonar suas terras na Ilha do Bananal, no Tocantins (TO) após ataques ruralistas, retratados pelo patriarca Tutawa e sua filha Kaukama. Após o filme, em abril de 2016, o território foi denominado como de Taego Ãwa.

O filme está disponível no Now.

8. "Antes o Tempo Não Acabava" (2017).

A ficção conta a história de Anderson Tikuna, dos Saterê, um jovem que contraria os líderes da sua comunidade e vai morar sozinho em Manaus, no Amazonas (AM), onde vê os embates entre as culturas e tradições de onde veio e os costumes da cidade, e enfrenta desafios na descoberta da sua sexualidade.

O filme está disponível no Now.

Publicidade