7 dicas de carreira que eu gostaria que ter ouvido aos meus vinte e poucos anos

Não espere até um momento de crise para conversar sobre sua carreira com sua chefe. Converse sobre isso também quando estiver tudo bem.

1. Use sua rede de contatos.

Becky Barnicoat/ BuzzFeed

”DE DIA
Pessoa profissional fazendo um trabalho profissional
vs.
DE NOITE”

Você passa os primeiros anos de qualquer carreira construindo uma rede de contatos [network]. Pode ser de pessoas com quem você trabalha, pessoas que você entrevistou ou colegas da indústria. De acordo com a revista "Harvard Business Review", existem três tipos de networking: operacional, pessoal e estratégico.

"O primeiro ajuda os líderes a gerenciarem suas responsabilidades internas atuais, o segundo acelera seu desenvolvimento pessoal e o terceiro abre seus olhos para novas direções de negócios e pessoas que eles precisariam atrair."

Eu usei minha rede de antigos colegas, contatos profissionais e colegas da indústria para todos os três tipos de networking, como pesquisa para o meu livro, orientação para novos projetos e para coaching entre pares.

Aqui está um modelo de e-mail cordial que você pode usar para entrar em contato com algumas pessoas e formar seu networking:

"Olá, XXXX,

Meu nome é XXX, e nós estamos conectadas no Twitter. Eu adoro seu trabalho em XXXX, e acho que a forma como você escreve sobre XXXX é ótima e muito inteligente. Eu escrevi um livro e gostaria de enviar uma cópia a você. Tudo bem seu eu fizer isso? / Uma ex-funcionária minha começou a trabalhar como freelancer e eu gostaria de apresentá-la a você. Tudo bem se eu fizer isso? / Eu vou fazer uma palestra em um evento, e sei que você tem muita experiência nessa área. Será que eu poderia te pagar um café e tirar algumas dúvidas com você sobre esse assunto?"

Se for entrar em contato com alguém por e-mail, certifique-se de ser clara sobre suas expectativas. Não é justo enviar um e-mail genérico de "posso explorar seus conhecimentos?". Quando eu recebo esses e-mails, geralmente eles envolvem mais trabalho da minha parte. Eu tenho que descobrir o que o remetente quer discutir e o que ele espera obter dessa conversa.

Leia mais aqui: How Leaders Create and Use Networks [Como líderes criam e usam networks, artigo em inglês]

2. Os critérios de um anúncio de emprego são flexíveis.

Natalya Lobanova/ BuzzFeed

”TRABALHO
[9h] Uau, eu tenho tanto trabalho para fazer…
[19h] Bom, acho que agora já é muito tarde”

Eu tinha 27 anos quando escrevi meu primeiro anúncio de emprego. Conforme escrevia o anúncio, percebi que eu estava criando uma lista de desejos. Havia uma série de requisitos centrais (por exemplo, para um trabalho on-line, você vai querer alguém com experiência em escrever para públicos on-line), mas às vezes você também está procurando um candidato que se encaixe bem à sua cultura. Eu entrevistei candidatos que não cumpriam todos os requisitos perfeitamente, mas se encaixavam melhor à vaga do que candidatos que marcavam todas as competências listadas.

Se tem uma empresa da qual você gosta, e ela estiver contratando para uma função que possa te interessar, você deve se candidatar! Pense em como você pode adaptar a experiência que tem aos requisitos que eles estão listando. Quando eu vejo candidatos a vagas hoje, fico mais impressionada com aqueles que demonstram como sua experiência se aplica à função, em vez de candidatos que simplesmente listam suas experiências.

Este conselho do "Business Insider" é ótimo: se estiver escrevendo uma carta de apresentação, "adicione algo específico que não pode ser deduzido por meio do seu currículo (como habilidades especiais ou o tipo de trabalho que está procurando)".

Leia mais aqui: 12 Things You Should Never Do When Applying For A Job [12 coisas que você nunca deveria fazer ao se candidatar a um emprego, artigo em inglês]

Publicidade

3. Você pode tirar uma folga por questões de saúde mesmo que não esteja se sentindo fisicamente doente.

Maritsa Patrinos / BuzzFeed

”Meu deus, finalmente terminei esse projeto insano. Estou morta.
Jesus, que semana, né?
[ainda é terça]
Nãooo…”

Algumas empresas têm políticas diferentes sobre faltas por doença ou folgas para saúde mental. Se você for como eu, pode ficar tentada a trabalhar até fisicamente não conseguir mais. Eu levei muito tempo para perceber que um dia de folga preventiva para saúde mental valia a pena, no lugar de se forçar até ter uma pane mental.

Se você tem um gerente tolerante, podem conversar sobre esse assunto. Mas, se você não acredita que possa ter esse tipo de relacionamento com ele/ela, sempre pode dizer que não está se sentindo bem e tirar o resto do dia para recobrar as energias.

Quando eu estive em situações em que não me sentia confortável para pedir uma folga para cuidar da saúde mental, sempre pensava no conselho da Kelly Osbourne (ela estava falando sobre como escapar de uma festa que você não quer ir): "Diga que você está com diarreia. Ninguém vai pedir mais explicações."

4. Fique aberta aos feedbacks e aja de acordo com eles.

Flo Perry/ BuzzFeed

”EM CASA
[ideia maravilhosa, super ideia] - Uau, que ótima ideia que eu nunca vou esquecer
NO TRABALHO
?????”

Eu tive a sorte de ter ótimos gerentes quando era mais nova, e os melhores eram os que me davam feedback consistente: tanto positivo quanto construtivo.

Quando eu era mais jovem, eu considerava o feedback construtivo como um sinal de que eu estava indo mal no meu trabalho. No entanto, conforme ganhei experiência profissional, e conforme comecei eu mesmo a gerenciar pessoas, percebi que feedback construtivo contínuo é tão importante quanto feedback positivo.

Às vezes, é difícil ouvir que você não está fazendo alguma coisa direito, ou que poderia melhorar sua atitude com relação ao problema XYZ, mas posso garantir que a pessoa que tocou no problema está do seu lado. O melhor feedback é focado no comportamento, não na pessoa. E é uma satisfação enorme quando alguém leva o feedback em consideração e faz uma mudança.

Leia mais aqui: The Art And Science Of Giving And Receiving Criticism At Work [A arte e a ciência de dar e receber críticas no trabalho, artigo em inglês]

Publicidade

5. Aumentos de salário acontecem após negociações.

hallie bateman/ BuzzFeed

”COMO AMAR SEU TRABALHO
Trabalhos no Craiglist:
- Manicure de gato
- Gerente não pago
- Assistente de mulher rica nojenta
- Assistente editorial
- Manequim bizarra

– Meu Deus! Meu trabalho é incrível!”

Dependendo da indústria em que você trabalha, os aumentos salariais são anuais e estão previstos já no seu contrato.

E se você assiste a alguns filmes, pode achar que é assim que uma conversa de aumento de salário acontece:

Chefe: "Muito bom, Maia. Você teve um ótimo ano, e nós gostaríamos de te oferecer um aumento de 2%"

Funcionária: "Eu exijo um aumento de 7% pelos motivos X, Y e Z.

Chefe: "OK, vamos fechar em 5%"

Mas não é assim tão simples, e todo aumento dependerá de uma negociação. Sua chefe está aguardando que você toque no assunto de um aumento depois das avaliações de fim ou meio de ano, e vale a pena reservar um tempo para apontar de que maneiras sua função mudou ao longo desse período para embasar o seu pedido. Por exemplo, você pode argumentar que começou o ano gerenciando uma pessoa e terminou gerenciando três. Ou que aumentou a produtividade em 40% por meio de um novo processo.

De uma forma ou de outra, é perfeitamente OK você responder a uma oferta desfavorável com um: "Obrigada. Podemos retomar essa conversa em seis meses, durante o próximo ciclo de avaliações?"

Eu recomendo a leitura de excelentes blogs como Ask a Manager [Pergunte a um Gerente, site em inglês] para descobrir como as pessoas abordam essas conversas em diferentes indústrias.

6. Amigos no trabalho são diferentes de colegas de bar do trabalho.

Becky Barnicoat/ BuzzFeed

”Eu sou ótima em fazer novos amigos… só que eles nem sempre são humanos”

Já trabalhei por longos períodos como freelancer para algumas empresas de mídia. Isso significava que eu conhecia as pessoas da empresa bem o bastante para me juntar a elas em um bar na sexta à noite e reclamar da semana de trabalho, mas não bem o suficiente para conversar com elas sobre minhas preocupações diárias. Isso significava que, em vez de os pequenos problemas serem resolvidos, eles se transformavam em queixas generalizadas ou preocupações maiores que eu carregava sozinha nos ombros.

Parando para pensar, tenho certeza de que meus colegas na mesma situação se sentiam de maneira parecida. Eu queria ter me aberto mais com eles, fosse uma preocupação minha com um material em particular ou meus objetivos de desenvolver a presença da minha marca nas redes sociais em curto prazo.

Se você não sabe ao certo como começar a fazer conexões com colegas no trabalho, por que não experimenta um grupo no Facebook primeiro? Há muitos grupos fechados para pessoas em indústrias parecidas (por exemplo, mulheres no jornalismo etc.), você só precisa enviar uma mensagem ao moderador para pedir para participar.

Publicidade

7. Não espere até um momento de crise para conversar sobre sua carreira com sua chefe. Converse sobre isso também quando estiver tudo indo bem.

Loryn Brantz / BuzzFeed

”*sem foco*
*sem foco*
Aaaa… muito melhor”

A principal lição que eu aprendi, tanto como gerente quanto funcionária, é que sua carreira dependerá das conversas que você travar. Pense na sua carreira de maneira ativa, não só quando estiver em crise.

Eu sempre fico feliz quando minha equipe fala sobre suas carreiras de maneira contínua. Isso significa que, como gerente, eu posso expor os objetivos da empresa a eles e como eles podem encaixar seus próprios objetivos nisso. Se você esperar um ponto de crise para ter essa conversa, as opções ficam mais limitadas.

As melhores decisões de carreira que fiz foi quando eu parei para pensar sobre o que eu queria da empresa, o que eu gostava de fazer e como eu poderia continuar aprendendo. Quando você tem um período difícil no trabalho, seu foco tende a ser como voltar a gostar dele. Quando você está feliz com o trabalho, seu foco tende a ser como continuar obtendo o máximo dele. Eu adoro esta apresentação da Jenny Blake, que fala sobre como mudar dentro da sua função atual [em inglês].

Qual é a melhor dica de carreira que você já recebeu? Conte para nós nos comentários.

Publicidade

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.

Publicidade

Veja também