33 cenas paulistanas que todo gay de 20 e tantos anos vai reconhecer

Tipo acompanhar o nascimento da cena pop com a PostiT e a Mixta.

Publicado por Iran Giusti e Gaspar José

Há 6 anos

1. Passar uma semana achando papelzinho pela casa depois de ir em uma VAI! no Glória.

https://www.flickr.com/photos/funhell/3498660756/in/album-72157617655081390/, https://www.flickr.com/photos/funhell/3497845347/in/album-72157617655081390/

E colecionar roxos depois de cair da escada da balada.

2. Sempre voltar com uma ficha do Vegas pra casa e esquecer de levar na festa seguinte.

Depois de ter passado metade da noite agarrado no pole dance.

Publicidade

3. Acompanhar o início da cena pop na cidade com a PostiT, no Vegas.

E de novo, passar a noite no pole dance.

4. Acompanhar a Balada Mixta da Funhouse e no Estudio Emme.

Sempre passando calor, claro.

Publicidade

5. E ficar aguardando o brilhante tema da edição seguinte.

SDDS MIXTA!!!

6. Assistir 35987238 mil vezes o show da Silvetty Montilla.

E morrer de rir TODAS as vezes.

Publicidade

7. Acabar a noite no Autorama, no Ibirapuera.

Seja pra realmente tentar pegar alguém ou só ficar ouvindo um som e vendo a galera dançar.

8. Se achar MUITO alternativo indo no Netão.

E tendo que atravessar a rua para usar o banheiro do Matão.

Publicidade

9. Ter vivido toda uma vida n'A Lôca".

Que incluía:

- Cair na burrada de tomar destilado e ficar de ressaca por uma semana.

- Só encostar nas paredes depois de estar meio alegrinho.

- Fazer amigos no banheiro misto.

- Ir parar "sem querer" no dark room.

- Se divertir MUITO mesmo.

10. Fazer um esquenta no bar da Lôca, antes de ir pra balada.

Atendido pelo Zé das Medalhas, claro.

Publicidade

11. E eventualmente acabar a noite no Luver.

Com um conhecido, ou desconhecido.

12. Ir para a Bubu e ficar confuso se ficava na pista de dance music, eletrônico ou na MPB lá da frente.

Caso a escolha fosse a MPB sempre levava uma cotovelada das meninas.

Publicidade

13. Fingir que você ODIAVA ir pra The Week, mas sair de lá 8 da manhã exausto de tanto dançar.

Com direito a uma passada no "matinho".

14. Se sentir muito moderno indo no banheiro misto da D.Edge quando ela ainda media 2x2.

E tomando as bebidas mais caras da balada.

Publicidade

15. Terminar a noite em um after da Cantho.

Sem ter ideia de como acabou lá.

16. Ir no Spot para jantar mas acabar saindo de lá apenas bêbado.

Afinal você passava três horas na área externa e nunca conseguia mesa então ficava só nos drinks.

Publicidade

17. Ver a pista da SoGo esvaziar quando o dark abria.

Um dos últimos rolês do Jardins.

18. Não entender direito o conceito do Sonique de primeira, mas acabar batendo ponto toda semana.

Sempre com aquele mesmo copo na mão a noite toda.

Publicidade

19. Saber de cor o setlist do Johnny Luxo.

E babar naquele fone telefone dele.

20. Ficar duas horas na fila do Athenas para tomar um drink.

E se sentir muito maduro.

Publicidade

21. Ter uma DR épica na sacada do Lions.

E se perguntar quando diabos a pista de dentro ia abrir.

22. Ir no Yatch até cansar, inclusive durante às quartas, quando não tinha nenhuma outra coisa pra fazer na cidade.

E chorar porque nessa época o Glória já tinha fechado.

Publicidade

23. Sair da balada e correr para comer até desmaiar no Estadão.

E encontrar todos os boys que você queria pegar na balada.

24. Ou fazer um after na Bella Paulista.

E sonhar com o dia em que ela não estará mais em obras.

Publicidade

25. Não entender por que o The Society fechou se estava sempre lotado.

E cheio de carão.

26. Ficar entediado e acabar nos shows da Danger de quinta-feira.

E a noite nunca acabava bem.

Publicidade

27. Ir no RITZ só para observar os garçons gatinhos.

E tomar um apple martini.

28. Passar mal de rir com a Natasha Rasha e Thália Bombinha na Blue Space.

Enquanto luta para atravessar a pista e pegar um drink.

Publicidade

29. Se perguntar quem diabos comia os salgados que vendiam na Tunnel.

E sentir que está numa câmara de gás quando ia pra pista de baixo.

30. Ficar com um pouco de medo de ser esculachado pela Marcelona quando ela era hostess.

Válido também para Michael Love e Katya Miranda.

Publicidade

31. Ficar mesmerizado com os looks da Alisson Göthz.

Muito antes de RuPaul's Drag Race.

32. Esperar o date da internet da catraca do metrô Consolação.

E ficar torcendo para ser aquele mais gatinho (nunca era).

Publicidade

33. Acabar a noite no McDonald's da Henrique Schaumann sendo atendido pelos funcionários mais gays e divertidos do mundo.

Geralmente voltando da Bubu.

Colaboraram: Téo Giorgion Spina, Felipe Luno, Arlindo Locheti, Bruno Alves, Elias Bastos, Sérgio Oliveira, Rafael Arrais, Renan Maia e Arrigo Araujo.

Publicidade

Veja também:

Publicidade