21 coisas que ninguém lhe conta sobre ter um bebê

Você acha que sabe, mas nem faz ideia.

1. Seu cabelo fica bem volumoso durante a gravidez…

2. … e depois ele cai aos tufos de três a seis meses após o parto.

Então jogue seu cabelo para frente e para trás enquanto ele ainda está aí.

Publicidade

3. Os enjoos matinais podem durar por toda a gravidez.

O enjoo matinal tradicionalmente diminui depois do primeiro trimestre, mas algumas mulheres sentem enjoos durante toda a gravidez.

4. Você chora bastante.

Seus hormônios estão A MIL, fazendo com que todas as suas emoções sejam intensificadas. Felizmente, algumas semanas depois do parto seus níveis de estrogênio e progesterona acabam voltando ao normal, e você não vai mais andar por aí como Carrie Mathison.

Publicidade

5. Você sentirá pontadas de dor em seu abdômen.

Conforme os ligamentos ao redor do seu útero vão se alongando e se fortalecendo para suportar o seu crescimento, você pode sentir breves pontadas na região do púbis. Isso é totalmente normal! Mas se estas pontadas vierem com sangramento ou qualquer outro tipo de secreção, procure seu médico imediatamente.

6. Os desejos durante a gravidez têm uma razão de ser, na verdade.

Alguns médicos acreditam que os desejos que as grávidas sentem estão relacionados com alguma necessidade do seu corpo ou de seu bebê. Desejos por carne vermelha (você precisa de ferro) e sorvete (um indicador de uma queda de açúcar no sangue) são normais, mas procure seu médico imediatamente se você sentir uma grande vontade de comer itens não comestíveis como goma para roupa, terra ou lascas de tintas (você pode estar com um transtorno alimentar conhecido como pica).

Publicidade

7. Seus pés ficam maiores.

Durante a gravidez os ligamentos de todo seu corpo relaxam, fazendo seus pés se estenderem. Para algumas mulheres, seus pés encolhem gradualmente. Todas as outras precisam comprar novos calçados!

8. Sentir o bebê se mexer é incrivelmente bacana… e às vezes também doloroso.

Como não há muito espaço de manobra lá dentro, seus órgãos internos acabam sendo amaciados pelos pequenos punhos e pés do bebê.

Publicidade

9. Todo mundo terá uma opinião sobre como você cria o seu bebê…

CBS / Via fanpop.com

Dê tal nome para ele! Dê tal coisa para ele comer! Você já reservou uma vaga numa boa pré-escola?

10. …e nenhuma das suas opiniões importa (exceto as do seu parceiro).

Todas as outra opiniões serão levadas em consideração, sendo logo em seguida ignoradas.

Publicidade

11. É possível que você faça cocô na mesa de parto...

Esse é um medo comum entre as mães de primeira viagem.

12. … mas você nem vai se importar.

Quando você finalmente estiver em trabalho de parto, só vai querer que o bebê SAIA e nem se importará se um pouco de cocô sair junto no esforço. Aliás, os seus médicos tampouco irão se importar.

Publicidade

13. O sangramento pós-parto pode durar de quatro a seis semanas depois do nascimento.

E você terá sangramento mesmo se fizer uma cesariana.

14. As cólicas por gases na região pós-cesariana podem ser tão intensas quanto as do trabalho de parto.

Seu intestino fica preguiçoso após a cirurgia, e quando ele desperta as dores dos gases podem ser tão intensas que você se sente como se estivesse morrendo. Algumas vezes, o acúmulo de gases acaba empurrando o seu diafragma, causando a mesma dor nos seus ombros. É tudo muito divertido.

Publicidade

15. Você não se importará com quem lhe vê nua.

Até chegar o momento de dar à luz, você já terá baixado as calças para tantos testes que ficar nua será uma moleza.

16. Você talvez não passe por aquela "explosão de amor" assim que pegar o seu bebê pela primeira vez.

Você não é um monstro se não passar por aquela onda de emoção ao estilo Hollywood quando vir o bebê pela primeira vez. Você acabou de dar à luz um humano e seus hormônios estão totalmente fora do prumo. Embora isso possa ser causado pela depressão pós-parto, pegue leve consigo mesma e saiba que cada um sente diferentes emoções.

Publicidade

17. Amamentar pode ser bem difícil.

Algumas mães e bebês pegam o jeito logo de cara, enquanto outras precisam de meses para se acostumarem à rotina. Encarar isso com expectativas realistas (vai doer no início) e contar com um bom sistema de apoio (consultoras de amamentação, grupos de mães novatas) fará toda a diferença. E você sempre pode optar por leite em pó para bebês se isso for o melhor para você e seu filho.

18. O debate seio vs. mamadeira suscita o pior nas pessoas.

Não podemos simplesmente concordar que é ótimo que os bebês estejam sendo alimentados com amor por seus cuidadores?

Publicidade

19. Você terá contrações quando amamentar…

A amamentação dispara a liberação do hormônio oxitocina, que por sua vez causa as contrações que ajudam o seu útero a encolher de volta ao tamanho anterior à gravidez. Essas contrações são boas - elas estão diminuindo a sua barriga!

20. … e elas ficam mais fortes a cada gravidez.

As mães de primeira viagem têm músculos uterinos mais fortes, permitindo que o útero se contraia e permaneça contraído, em vez de se relaxar e se contrair repetidamente.

Publicidade

21. Ninguém sabe o que está fazendo.

Sério. Estamos apenas fazendo nosso melhor, então não se estresse.

Publicidade