17 provas de que é um trauma não achar uma latinha com seu nome

Muitas questões profundas da infância vêm à tona.

1. Tudo começou em 2012, quando a Coca-Cola Zero resolveu estampar nomes nas suas latinhas.

2. Aí você que passou sua infância toda acostumado a não encontrar coisas customizadas com seu nome revive traumas de infância.

Publicidade

3. Onde, invariavelmente você se sentia excluído.

4. E tinha que passar HORAS esperando um artesão criar algo com seu nome.

Isso quando sua mãe estava disposta a esperar.

Publicidade

5. Porém como eram apenas os 50 nomes mais comuns do país você era mais compreensivo.

6. Afinal não tem como competir com as 13.356.9652 de Marias do Brasil.

Publicidade

PAUSA PRA DAR UMA ACALMADA APRECIANDO A MAGIA DO JOSÉ LORETO.

Publicidade

8. Agora voltando: tudo mudou em 2015 quando a nova campanha trouxe 600 novos nomes!

Iran Giusti/ BuzzFeed Brasil

9. Aí você que como eu chama Iran, ou Hazard e Azpilicueta como os colega aí de baixo tem uma luz de esperança.

Publicidade

10. AFINAL SÃO 600 NOMES!

11. E até a tua irmã que tem um nome de velha ACHA UMA GARRAFA!

Iran Giusti/ BuzzFeed Brasil

Bjs Lidia, te amo!

Publicidade

12. E você encontra nomes mega brasileiros, não é possível que não tenha o seu.

Iran Giusti/ BuzzFeed Brasil

13. Então você começa uma busca incessante pelo seu nome.

Publicidade

14. Mas todas as esperanças acabam definitivamente quando você entra no site da coca-cola.

15. E ainda ganha uma mensagem ~~ reconfortante ~~

Publicidade

16. E na falta você aceita a garrafa virtual mesmo!

17. Ainda assim a sensação que fica é basicamente essa:

sempresozinha.jpg

Publicidade

Tá sempre sozinho também? Compartilha com a gente sua lata virtual e dá um abraço aqui \o/

Veja também