17 motivos para não cair na roubada de viajar pra Salvador

Cenário deslumbrante, muita praia e altas comidas, e daí?

1. Pra começo de conversa: a Baía de Todos os Santos não é nada demais.

Imagina esse mar azul todo?

2. A comida é moqueca e acarajé, afe.

Quem é que aguenta, né?

Publicidade

3. Igreja é aquela coisa: viu uma, viu todas.

Diz uma lenda que Salvador tem 365 igrejas, uma pra cada dia do ano. É só sair na rua pra tropeçar em igrejas como a do Santo Antônio.

4. Salvador é só o Pelourinho e isso você vê numa tarde.

O Pelourinho é um dos lugares mais visitados do Brasil, por que será?

Publicidade

5. Salvador só é bom no Carnaval.

Festas juninas? Lavagem do Bonfim? Festa de Yemanjá? Nem confiança.

6. A Bahia é muito sem cultura, sabe?

Jorge Amado QUEM?

Publicidade

7. Não tem nada pra fazer.

Museus, praias, vida noturna, gastronomia, história... nadinha.

8. E as praias nem são tão bonitas assim.

Inclusive a tal da Prainha do MAM, que fica escondida atrás do museu e tem águas calmas e quentes.

Publicidade

9. As cidades e praias próximas não tem nada demais, sério.

E a Ilha dos Frades então? Bobagem.

10. É que falta história, gente.

Afinal, a primeira capital do Brasil, o lugar que mais recebeu gente da diáspora africana e a terceira maior cidade do Brasil nem tem taaaaaaanta coisa assim pra mostrar.

Publicidade

11. A tal da Igreja do Ouro é superestimada.

Muito ouro, mas e daí?

12. O Carnaval é caído.

"Legalzinho, mas eu esperava mais, sabe?"

Publicidade

13. Música na Bahia só axé, axé, axé...

Parece até que Salvador nem tem outras musicas!

14. Salvador é muito baixo astral.

Porque é que tem tanta gente que ama Salvador? Não sei dizer.

Publicidade