17 artistas do Centro-Oeste que vão te lembrar da pluralidade musical do Brasil

Se prepara porque vem coisa boa por aí!

A banda sul-mato-grossense Codinome Winchester faz um rock com pegadas de folk e pitadas de psicodelia, com letras bem marcadas pela cultura local.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

Publicidade

De Goiânia, a Bruna Mendez mescla as influências da MPB, bossa nova, samba, baião e rock nas suas composições. A artista embala suas referências com uma voz suave em letras que falam de amor e outras coisas. O resultado é um mar de sensações.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

A goiana Rafaela Lincoln, vulgo AnarkoTrans, é cantora, compositora e produtora independente. Seu trabalho transita por diversos estilos: do funk, brega funk, trap e rap ao reggaeton. Tudo isso envelopado em uma presença de palco potente.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

Publicidade

A Chá de Gim é considerada uma das surpresas da atual música de Góias. Com suas letras em ritmos abrasileirados, ele misturam samba, forró, rock e psicodelia com grandes referências como Led Zeppelin, Dominguinhos, Gonzagão, Alceu Valença e Jackson do Pandeiro.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

O Leo Fressato nasceu em Brasília e é considerado uma das vozes mais afinadas da nova música popular brasileira. Suas composições são delicadas, mas também podem ser espinhosas. De tristeza a bom humor, todas circulam pelo mesmo tema: o amor.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

Publicidade

A goiana Bruna Guimarães, também conhecida como Brvnks, tem uma sonoridade que mescla elementos do indie e do punk a uma voz suave. O trabalhou dela chamou tanta atenção que, antes mesmo de ter um disco lançado, ela tocou em festivais como Bananada, Popload e Lollapalooza.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

A banda brasiliense Transquarto faz um bom rock instrumental e psicodélico. Suas composições experimentam diferentes ambientes do pop e do underground.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

Publicidade

O DeVito Cxrleone é um músico e produtor goiano que faz um som que transita pelo hip-hop, lo-fi, trap e funk. Atualmente está lançando seu álbum de estreia, chamado "Lovesongs Para Cornos".

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

A Thamires Tannous é originária do Mato Grosso do Sul e dona de uma voz bela e profunda. Seu estilo combina a herança musical de seu estado natal com a música brasileira contemporânea.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

Publicidade

A banda brasiliense O Tarot tem um trabalho que mescla a sonoridade brasileira, a música cigana, o teatro e o circo. As músicas transitam entre ritmos nacionais e os sons do mundo, que resultam em um intrigante gypsy jazz.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

O Boogarins é uma banda de Goiânia que não se prende a rótulos, fazendo um som que vai do suave para o comercial e que termina em pura letargia. É um rock psicodélico, com muitas influências da música brasileira dos anos 70.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

Publicidade

O goiano Ganwalk tem canções para falar sobre as incertezas da vida. Sua sonoridade carrega uma riqueza rítmica e muita experimentação, evidenciando sua identidade singular.

Para tacar stream nessa lenda, clique AQUI.

Um rock chiclete e dançante que vem direto de Cuiabá. Os Imitáveis fazem um som com letras divertidas e bem humoradas, marcadas por apresentações energizantes.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

Publicidade

Os goianos da banda Carne Doce fazem um som intrigante que te faz viajar com muita psicodelia, mistura de sons abrasileirados e identidade cultural. Suas letras vieram da intimidade de um casal e podem ter sido compostas à mesa ou na cama.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

O grupo de rock goiano Cambriana tem uma sonoridade inspirada em afrobeat, dub e chimurenga com arranjos complexos e irregulares. Suas letras são sarcásticas, melancólicas e cantadas em inglês.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

Publicidade

A banda Degraus tem um coração mato-grossense, uma alma paulista e uma sonoridade que agrega influências do reggae, jazz, drum and bass, blues e rap.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

17. Maoa

A Maoa é uma banda de Cuiabá. Eles são influenciados por gêneros como soul, indie, rock e funk. As composições são mensagens de autoconhecimento e espiritualidade.

Para tacar stream nessas lendas, clique AQUI.

Publicidade

Colocamos todos esses artistas em uma playlist no Spotify! Você pode ouvir aqui:

A gente sabe que nesta lista ficou faltando muita gente talentosa do Centro-Oeste do Brasil. Então, se você conhece mais artistas incríveis dessa região, indique e compartilhe nos nossos comentários!

Publicidade

Veja também:

25 artistas do Norte do Brasil que vão te fascinar

Escrito por Carinne Sandes • há um ano

24 artistas do Nordeste do Brasil que vão fazer suas playlists brilharem

Escrito por Carinne Sandes • há um ano

12 podcasts produzidos por pretos que vão mudar sua perspectiva de mundo

Escrito por Carinne Sandes • há um ano

Só quem manja muito de música vai saber o que esses artistas têm em comum

Escrito por Carinne Sandes • há um ano

Veja também