16 coisas que pessoas que lidaram com o câncer de mama gostariam de te dizer

Ser "forte" o tempo todo é muito, mas muito difícil.

Perguntamos às pessoas do BuzzFeed Community o que elas gostariam que todo mundo soubesse sobre ter câncer de mama. Abaixo, algumas das respostas que recebemos:

Importante: a experiência de cada pessoa com o câncer de mama é diferente. Estas histórias são pessoais e servem apenas para esclarecer alguns dos aspectos menos discutidos da doença.

1. Ele afeta a vida das pessoas muito tempo depois de sair de seus corpos.

"Mesmo que você sobreviva, pode não ser mais a mesma pessoa. A quimioterapia tem um efeito devastador sobre a sua capacidade cognitiva e a sua personalidade. Ser forçada à menopausa é um inferno que não desejo a ninguém. Ter câncer pode ser muito caro mesmo com o melhor plano de saúde. E você pode não querer falar com amigos de AC (antes do câncer) porque não é mais a mesma pessoa que era antes."

moniquevosgesb

Publicidade

2. Ele pode acontecer com qualquer pessoa e em qualquer idade.

"Fui diagnosticada com 23 anos e não tinha histórico familiar. Tive a sorte de ter um médico que foi cauteloso quando contei que havia encontrado um caroço. A maioria dos médicos teria me dito para esperar seis meses, e até lá o caroço só teria ficado maior. Graças à intervenção do meu médico e à recomendação para fazer mais testes, fui diagnosticada no estágio 1, em vez do estágio 4."

justinee465b54f79

Publicidade

3. Ninguém quer ouvir histórias de terror que você conhece de pessoas que já tiveram câncer.

"Fui diagnosticada com câncer de mama aos 25 anos. A principal coisa que gostaria que as pessoas soubessem é que o tratamento (e seus efeitos) é diferente para cada um. Perdi a conta das vezes em que alguém me disse, 'Ah, uma conhecida fez quimioterapia e os intestinos dela caíram para fora do corpo', ou 'eu tinha uma amiga que fez só uma lumpectomia e acabou morrendo'. Não estou dizendo que você não deva compartilhar suas experiências e histórias, mas isso não significa que seja a mesma situação pela qual estou passando ou vou passar. Sinceramente, não ajudou em nada e só fiquei mais assustada."

myrandaw

Photo by sydney Rae on Unsplash

Publicidade

4. Não é uma questão de laços cor-de-rosa e corridas divertidas.

"Nem todas querem usar o laço rosa e marchar em passeatas. Algumas preferem manter sua luta em segredo."

jasmineb44cf46aa3

5. Ser "forte" o tempo todo é muito, mas muito difícil.

"Às vezes é cansativo ser tão 'forte.' O câncer não é só uma luta física."

amandapekocc

Publicidade

6. E, definitivamente, não presuma que você sabe como a pessoa ficou com câncer de mama.

"Toda vez que ouço alguém dizendo que estou com câncer porque bebo, mando a pessoa se foder."

myrandaw

Rixipix / Getty Images

Publicidade

7. Sobreviventes podem formar uma rede de apoio valiosa.

"Uma das partes mais difíceis de passar pelo câncer de mama foi a dor, a perda e a rejeição que senti por parte de várias pessoas que antes eram próximas e que, por alguma razão, não me apoiaram. Apesar disso, encontrei consolo ao conversar com outra sobrevivente. Ela foi muito solidária comigo. Lembrar de cada ato de bondade dela me ajuda a compensar a mágoa das perdas."

martinef41d892dfb

8. A quimioterapia pode mexer com o seu corpo por muito tempo depois de acabar.

"Só porque a quimioterapia acabou e o cabelo cresceu de volta, não significa que a dor terminou. Há vários efeitos colaterais desagradáveis causados pela quimioterapia e outros medicamentos que sobreviventes de câncer de mama têm que tomar depois. Mesmo seis anos depois, ainda tenho vários problemas de saúde devido à minha experiência."

justinee465b54f79

Publicidade

9. Sempre busque uma segunda opinião.

"Fiz uma mamografia aos 35 e me disseram que não havia nada de errado. No dia seguinte, meu mamilo começou a sangrar. Fui ao pronto-socorro e o médico nem olhou para mim e disse que estava tudo bem. Fui atrás de uma segunda opinião do meu ginecologista. Ele viu meu mamilo sangrar e me mandou para um especialista em mamas. O especialista fez um ultrassom. O caroço era do tamanho da cabeça de um alfinete. Era câncer. Fui diagnosticada com carcinoma ductal grau 1B. Isso aconteceu um mês antes do meu aniversário de 36 anos. O câncer se espalhou para os meus nódulos linfáticos em questão de semanas. Fiz 20 semanas de quimioterapia e uma mastectomia. Fiz 40 anos neste ano. Se eu tivesse ouvido o primeiro médico, não estaria aqui agora."

dawns27

Pradit_ph / Getty Images

Publicidade

10. Não há problema em ficar triste, assustada ou com raiva.

"Aceite suas emoções. Eu gritei, chorei e até hoje fico chateada às vezes por ter tido câncer, mesmo seis anos depois."

justinee465b54f79

11. O câncer de mama terminal pode ser invisível, como várias outras doenças crônicas.

"O câncer de mama não é uma só doença. Há vários tipos diferentes, cada um com medicamentos e métodos diferentes de tratamento. Em torno de 1/3 das pessoas que têm câncer de mama em estágio inicial o terão novamente e com metástase, ou seja, o mesmo tipo de câncer aparecendo em outros lugares do corpo (estágio 4). Uma vez que isso ocorra, você terá câncer pelo resto da vida. Não há cura ou remissão. Por outro lado, isso não significa que você irá morrer amanhã. Há muitos tipos de medicamentos diferentes e de terapias específicas além da quimioterapia. Como em muitas doenças crônicas, geralmente você se parece com todas as outras pessoas. Mas ele tende a estar sempre no fundo da sua mente, sem saber se você vai estar viva daqui a cinco ou 10 anos. Mas não dá para pensar demais nisso, senão a vida fica muito deprimente."

—Ruth Baugh, Facebook

Publicidade

12. E os tratamentos são particularmente cansativos.

"Os tratamentos podem te abater emocionalmente e fisicamente. Você perde a força e fica se perguntando se vale a pena. Isso não significa que você tenha desistido, só que você já pensou nisso."

marisacherryr

Rebecca Hendin / BuzzFeed

Publicidade

13. O medo de ter câncer de novo nunca vai embora.

"O medo de o câncer voltar nunca vai embora. Minha mãe teve câncer de mama quando eu tinha 14 e 23 anos. Da última vez, rasparam o esterno dela para terem certeza de que haviam removido todas as células do câncer, porque o pouco de tecido mamário que havia restado da primeira vez estava infestado de células cancerosas. Morro de medo que exista uma terceira vez."

mollystroup

14. Familiares passam por seu próprio sofrimento.

"Gostaria que as pessoas entendessem que os parentes de quem tem câncer de mama também enfrentam suas próprias batalhas. Nos sentimos impotentes, com medo e até mesmo derrotados, que nem a pessoa com câncer e por mais que tentemos ser fortes pelos nossos entes queridos. Depois da luta da minha mãe contra o câncer de mama, só dois amigos entraram em contato comigo para saber como eu estava. Todo mundo precisa de um sistema de apoio, portanto, entre em contato com parentes de pessoas que estão lutando contra o câncer."

amandas4cdbc663e

Publicidade

15. Não é uma maldição.

"Não é uma maldição. Minha mãe é uma sobrevivente. Ela vive alegremente, exceto por precisar cuidar sempre da alimentação (nada de frituras e de glutamato monossódico)."

caseclair3

Anna Borges / BuzzFeed

"O quanto você se sente forte às vezes X O quanto você é forte"

Publicidade

16. E o câncer de mama nunca é a única característica que define uma pessoa.

"Somos mais do que nosso diagnóstico e nossa experiência com o câncer de mama. Apesar de eu ser uma sobrevivente do câncer de mama, e essa ser uma parte importante de quem sou, também sou doutora em psicologia, sou professora, sou esposa. Todas essas outras coisas também formam quem eu sou."

justinee465b54f79

As respostas foram levemente editadas por motivos de espaço e/ou clareza.

Publicidade

Veja também:

Publicidade

Publicidade

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.

Veja também