15 coisas que você jamais deve fazer quando visitar a França

Não estamos sendo rudes, estamos apenas sendo franceses.

1. Pensar que tudo o que há para ver na França está em Paris.

Anyaberkut / Getty Images

Ou talvez a Riviera Francesa, se estiver se sentindo aventureiro. A França é um país bonito e variado, desde a costa da Bretanha e as montanhas do País Basco francês, até as lindas ruas de Estrasburgo e os vulcões de Auvérnia. Paris é linda, assim como a Riviera Francesa, mas vale a pena alguns dias extras em sua viagem para sair dos roteiros comuns.

2. Em Paris, se prender apenas aos bairros turísticos...

Google Maps

Claro, a Torre Eiffel é emblemática, e a Catedral de Notre Dame é linda, mas dedique algum tempo a explorar as partes da cidade onde os parisienses locais frequentam e os turistas não costumam ir. Aqui estão algumas sugestões.

Publicidade

3. E basear toda a sua opinião sobre a França naqueles bairros turísticos (muito privilegiados) parisienses.

Não, nem todas as mulheres francesas se vestem como modelos desleixadas, mas elegantes, e nem toda a França parece perfeita. E se eu ler outro livro sobre os segredos de beleza das mulheres francesas escrito por uma americana que passou um mês na Rive Gauche (margem esquerda do rio Sena) de Paris, vou enlouquecer.

4. Ficar bravo com os garçons por não lhe trazerem a conta.

Lucato / Getty Images

Na verdade, é considerado rude um garçom trazer a conta para uma mesa antes que o cliente a solicite. Parece que você já está satisfeito e tem que sair do restaurante imediatamente, enquanto a cultura do restaurante francês diz que se deve tomar o tempo que quiser. Então, se você está satisfeito, basta acenar educadamente ao seu garçom (não o chame de "garçon"!) e pedir "l'addition".

Publicidade

5. Esperar que seu garçom encha seu copo com água e o confira regularmente.

Shotshare / Getty Images

Isso não vai acontecer. Mas você terá uma garrafa de água em sua mesa que será reabastecida quando necessário, e espera-se que você encha seu próprio copo porque você já é adulto e é ridículo alguém ter que encher seu copo. E se algo não estiver certo, você pode acenar para o seu garçom e dizer a ele. Ele não virá interromper sua refeição para conferir se está tudo bem porque isso é considerado rude e desnecessário. Se tudo isso parece um incômodo para você, lembre-se de que você não precisa dar gorjeta a ele porque ele já é pago.

6. Não desfrutar do seu tempo.

Eu sei que há muito o que se ver em Paris e na França, e é tentador tentar encaixar o máximo possível nos poucos dias que você passa lá. Mas para realmente viver a França e sua cultura, sacrifique algumas paradas no seu cronograma e aprenda a desfrutar do seu tempo: pegue um café em um terraço e observe as pessoas passarem por algumas horas, ou faça um intervalo para o almoço de três horas e realmente desfrute da comida e da companhia. A cultura francesa trata-se basicamente de dedicar um tempo para aproveitar a vida.

Publicidade

7. Fazer suas refeições em bairros turísticos.

Getty Images

Restaurantes em áreas turísticas são caros e fracos, servindo aos turistas o que eles acham que são a comida francesa tradicional. Se você estiver em Paris, evite os restaurantes nas principais atrações, como Louvre, Notre Dame, Torre Eiffel ou Champs Elysées. Em vez disso, explore o 9º, 10º, 11º, 19º e 20º arrondissements, onde os moradores locais realmente saem para comer.

8. Apenas experimentar a comida francesa supertradicional.

Bonchan / Getty Images

A tradicional e rica comida francesa pode ser uma delícia, mas a versão servida em alguns restaurantes às vezes não é. Então, embora seja quase obrigatório procurar um ótimo cassoulet durante a sua visita, você também deve conferir o cenário neobistrô que está inventando novas releituras de receitas clássicas, ou comer em vários restaurantes marroquinos, italianos e vietnamitas deliciosos que você pode encontrar em todo o país.

Publicidade

9. Usar chinelos na cidade.

Ouça, você faz o que quiser com sua vida e com seus pés, mas os franceses definitivamente vão julgá-lo.

10. Pensar que os franceses comem pernas de rã regularmente.

Getty Images

Os únicos restaurantes que oferecem pernas de rã em seu cardápio são os restaurantes para turistas, e as únicas pessoas que pedem pernas de rã são... turistas.

Publicidade

11. Assumir que todo mundo fala inglês.

Oko_swanomurphy / Getty Images

Muitas vezes ouço americanos se queixarem de quão rudes são os franceses quando eles lhes pedem informações de direção. Primeiro, as pessoas que vivem em áreas turísticas na França têm que lidar com solicitações de turistas durante todo o ano, e, francamente, elas se cansam depois de um tempo. Em segundo lugar, muitos turistas abordam os habitantes locais em inglês, sem se incomodarem em fazer um esforço e dizer algumas palavras em francês. Você pode imaginar um turista francês vindo até você na Times Square e pedindo-lhe informações de direção em francês? Isso seria absurdo. Então, diga "Bonjour, excusez-moi, parlez-vous anglais?" ("Oi, com licença, você fala inglês?"), e quando eles disserem "sim", pergunte em inglês. Eles vão gostar do esforço que você fez e retribuirão da mesma forma. Se eles responderem "não", siga em frente e encontre outra pessoa para amolar.

12. Pegar táxis para se locomover.

Os táxis são muito mais caros em Paris e nas grandes cidades francesas do que nos EUA. A maioria das cidades francesas também é facilmente caminhável e possui ótimos sistemas de transporte público. Além disso, a melhor maneira de sentir como é a vida em Paris é andar de metrô por toda a cidade.

Publicidade

13. Vestir-se como o estereótipo de uma pessoa francesa durante a sua viagem.

Rosshelen / Getty Images

Você é quem sabe, mas saiba que você parece um idiota quando usa uma boina na Torre Eiffel.

14. Assumir que a aspereza cultural é direcionada a você pessoalmente.

FOX

Nós geralmente não sorrimos para estranhos na rua e não perguntamos às pessoas como elas estão quando não queremos saber de verdade. No entanto, dizemos olá e tchau quando entramos e saímos de uma boutique ou de um elevador, o que não é praxe nos EUA. Modos são culturalmente subjetivos, e as pessoas não estão sendo rudes com você quando não agem como você faz em casa.

Publicidade

15. Esperar encontrar tudo aberto em um domingo.

Arseniy Rogov / Getty Images

A maioria das coisas está fechada aos domingos, incluindo muitos restaurantes. Essa é a lei, e honestamente é muito bom e relaxante ter um dia em que você é forçado a diminuir o ritmo e não comprar nada. Portanto, não lute contra isso, mas abrace a diminuída de ritmo e talvez vá ao parque ou a um ou dois museus (normalmente eles estão abertos aos domingos).

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade