13 histórias que mostram a capacidade infantil de fazer bosta em toda sua glória

As crianças, o futuro do mundo.

Quando este post foi publicado no Facebook do BuzzFeed Brasil, nossos leitores não deixaram por menos: foram lá nos comentários e compartilharam histórias MARAVILHOSAS DEMAIS para serem deixadas para trás.

Reunimos as melhores aqui.

1. "Passando em frente ao motel, vi uma letra T enorme no letreiro e gritei: OLHA QUE TESÃO, MÃE!"

"Passando em frente a um motel com mamãe, avistei uma letra T grande, exposta em frente ao estabelecimento. Na grande inocência de uma criança de 6 anos, disse: 'Olha que tesão, mãe!'" -- Andréa Dória

Publicidade

2. "Meu irmão e eu despejamos açúcar na vitrola, na vã esperança de produzir algodão doce. Deu errado".

"Observando uma máquina de algodão doce, percebemos que era uma traquitana giratória que se colocava açúcar e saía o algodão doce. Então, meu irmão e eu decidimos fazer na vitrola – que parou de funcionar e foi levada para o conserto, mas só falamos a verdade quando voltou consertada. Todos riram e nos safamos". -- Lucélia Jeronimo

3. "Virei pro meu pai e falei: 'pai, acho que quando eu crescer não vou querer ser prostituta'".

Reprodução / Via youtube.com

"Moro próximo à avenida Indianópolis, uma área onde tem muitas prostitutas na rua. Sempre perguntava para o meu pai porque elas estavam ali paradas na rua com poucas roupas e meu pai sempre dizia que eram prostitutas e que era uma profissão, não explicava mais que isso. Um dia estava chovendo e muito frio e tinha uma moça só de saia e sutiã segurando um guarda-chuva, aí eu olhei pro meu pai e disse "pai, acho que quando eu crescer não vou querer ser prostituta". -- Julianna Carvalho

Publicidade

4. "Achei uma camisinha e pensei que era um chocolate".

"Encontrei uma camisinha com embalagem dourada na gaveta, fiquei tão feliz e perguntei ao meu pai se podia abrir aquele chocolate." -- Poniquenta Silva

5. "Cortei a alça da mochila do meu colega de classe junto com um pedaço do cabelo dele".

"Eu tinha uns 6 anos e estava na escola quando um menino da minha sala chamou minha mãe de perna-longa. Eu nunca fiquei tão sentida na minha vida. Quando ele se sentou na carteira, eu sentei bem atrás e cortei a alça da mochila dele e um pedaço do seu cabelo. Vinguei o nome da minha mãe". -- Ellen Batista

Publicidade

6. "Minha irmã viu minha mãe cortando calabresa e ficou horrorizada: 'você tá cortando o piu piu do papai?!'"

Reprodução / Via mrodrigues.com.br

"[Minha irmã] viu a mãe cortando calabresa e perguntou 'você tá cortando o piu piu do papai?!'" -- Lívia e Larissa Serpa

7. "Eu pensava que 'garota de programa' eram as assistentes de palco do sorteio do Papa Tudo".

"Eu achava que 'garota de programa' eram as meninas que tiravam as bolinhas do Papa Tudo". -- Luísa Marina

Publicidade

8. "No consultório do médico, virei para a babá e perguntei: 'RAIMUNDA, QUAL É O NOME DO MEU CU MESMO?'"

Reprodução

"Aos 6 anos, fui a uma consulta médica com minha babá, Raimunda, porque minha mãe não poderia me levar. Na véspera, minha mãe conversou com a Raimunda e explicou tudo o que ela deveria dizer ao médico sobre os sintomas – no caso, eu estava com coceira no ânus e minha mãe desconfiava de algum tipo de verme.

Mamãe advertiu a babá que ela não deveria dizer a palavra 'cu' de jeito nenhum e que o certo seria dizer 'ânus'. Então, quando chegamos no consultório e o médico perguntou o que eu estava sentindo, eu virei para a Raimunda e disse: "Raimunda, qual é o nome do meu cu mesmo?'" -- Adrianne Ribeiro

9. "Vi minha mãe trocando o absorvente interno e perguntei 'por que quando você menstrua SAI UMA LINGUIÇA?!'"

"Um dia vi minha mãe trocando o absorvente interno e perguntei o que era aquilo. Ela explicou que era menstruação e etc. Aí eu perguntei: "ui, mas por que quando menstrua sai uma linguiça?!'" -- Ana Caroline de Oliveira

Publicidade

10. “Quando minha mãe colocou R$ 1 na sacolinha da missa, comecei a gritar: ‘O DINHEIRO DO MEU SALAME! EU QUERO O DINHEIRO DO MEU SALAME!!!’”

Wikicommons

"Todo domingo meu pai me dava R$1 pra eu comprar mortadela. Certo domingo meu pai me deu o dinheiro e eu fui para a missa com a minha mãe. Depois da missa eu ia comprar a mortadela.

Quando chegou a hora da oferta, minha mãe pegou R$ 1 e colocou na sacolinha. Nesse momento eu comecei a gritar: "O DINHEIRO DO MEU SALAME!! EU QUERO O DINHEIRO DO MEU SALAME!!" Aí minha mãe me mostrou outro R$1, mas eu continuei gritando. No fim o moço me deu o dinheiro de volta e eu saí vitoriosa. Obviamente apanhei". -- Gisele Paiva

11. "Sumi com todo o dinheiro da aposentadoria da minha avó para depositar em um banco. De praça".

"Um dia fui com minha mãe e minha vó ao banco receber a aposentadoria. De volta para casa fomos almoçar, e aí momento minha vó percebeu que tanto eu como o dinheiro da aposentadoria havíamos sumido. Minutos depois eles me encontraram no passeio da rua depositando nota por nota debaixo do "banco". Apanhei nesse dia". -- Cristiane Assunção

Publicidade

12. "Estava descongelando o refrigerador com uma faca e um pedaço de madeira, furei o congelador, saiu todo o gás e tentei colar com um chiclete".

"Quando eu tinha 10 anos, minha mãe me pediu para descongelar o refrigerador. Achei que seria mais fácil usar uma faca e um pedaço de madeira para ir tirando todo o gelo. Estava super funcionando até que furei o refrigerador e o gás que tem dentro saiu todo. Ainda tentei colar com chiclete. Minha mãe, além de uma surra que me deu, precisou comprar uma geladeira nova". -- Marília Soares

13. "Quando eu era pequena, sonhava em crescer e virar 'adúltera'".

Globo

"Eu quando pequena sempre dizia que queria ser adúltera, achava linda essa palavra". -- Juliana Turner

Publicidade

Veja também:

Publicidade

Veja também