13 filmes para você lembrar que ser LGBTQ sempre significou lutar

Ninguém solta a mão de ninguém.

1. "Milk - A Voz da Igualdade" (2008)

Reprodução/Universal Studios / Via imdb.com

A história do ativista Harvey Milk rendeu diversos livros e filmes, mas a versão dirigida por Gus Van Sant é a mais premiada, garantindo o Oscar de melhor ator para Sean Penn e de melhor roteiro original para Dustin Lance Black, que é também um dos poucos roteiristas assumidamente gays a ganhar o prêmio. Milk lutou contra a homofobia nos anos 1970 nos Estados Unidos e se tornou um dos símbolos do movimento LGBTQ após seu brutal assassinato em 1978.

2. "Dzi Croquettes" (2009)

Reprodução/Canal Brasil / Via imdb.com

Este documentário brasileiro narra a história do grupo teatral Dzi Croquettes que ganhou fama nos anos 1970 ao enfrentar a ditadura militar com shows que quebravam as barreiras de gênero e sexualidade da época. O filme faz uma excelente reconstituição do universo LGBTQ da época através de depoimentos que incluem a diva Liza Minnelli.

Publicidade

3. “Amor Por Direito” (2015)

Reprodução/ Double Feature Films / Via imdb.com

Julianne Moore e Ellen Page estrelam este drama sobre um casal lésbico que luta para ter sua união reconhecida pelas autoridades quando uma delas é diagnosticada com uma doença terminal. O filme é bem triste, mas contribui para contar a história de luta de personagens que não são famosos.

4. "The Normal Heart" (2014)

Reprodução / HBO / Via imdb.com

O drama dirigido por Ryan Murphy e estrelado por Mark Ruffalo e Julia Roberts retrata o início dos anos 1980 e a chegada de uma doença misteriosa que ficou conhecida como "câncer gay" nos Estados Unidos. Como a imensa maioria das vítimas é homossexual, ela não recebe a devida atenção do governo e logo se torna o que hoje conhecemos como AIDS.

Publicidade

5. "Call Me Kuchu" (2012)

Reprodução / Via imdb.com

Um dos filmes mais emocionantes sobre a repressão homofóbica em países africanos, este documentário segue a luta do ativista David Kato em Uganda e mostra a beleza de um povo mesmo imerso em violência.

6. "A Morte e a Vida de Marsha P. Johnson" (2017)

Reprodução/Netflix / Via imdb.com

Este documentário da Netflix reconstitui a morte de Marsha P. Johnson, ícone do gueto gay de Nova York e também conta os mais importantes fatos da vida deste que é um dos nomes da revolta de Stonewall.

Publicidade

7. "Filadélfia" (1993)

Reprodução/ TriStar Pictures / Via imdb.com

Este clássico traz Tom Hanks no papel que lhe rendeu um Oscar de melhor ator. Andrew Beckett é um promissor advogado que trava uma batalha jurídica com a empresa que o demitiu por descobrir que ele é portador do vírus da AIDS. Um olhar apurado sobre os preconceitos e luta por direitos LGBTQ da época.

8. "Divinas Divas" (2017)

Reprodução/Daza FIlmes / Via adorocinema.com

Este documentário brasileiro reúne os grandes nomes de uma geração de mulheres trans e travestis do teatro carioca em plena ditadura nos anos 1970. Rogéria, Jane Di Castro, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios se reencontram para montar um novo espetáculo e relembrar a revolução comportamental feita por elas.

Publicidade

9. "Orações para Bobby" (2009)

Reprodução/Daniel Sladek Entertainment / Via imdb.com

Uma mãe conservadora descobre que seu filho Bobby é gay e passa a acreditar que Deus pode curar sua homossexualidade. Este drama originalmente feito para a TV retrata uma realidade dolorosa de famílias que ainda acreditam em tratamentos de "cura gay".

10. "Paris is Burning" (1990)

Reprodução/ Art Matters Inc / Via imdb.com

Este documentário deu origem ao culto à cultura drag de Nova York dos anos 1980, juntamente com a música "Vogue" de Madonna. O filme é relevante até hoje por conta da repercussão de programas como "Rupaul's Drag Race".

Publicidade

11. "As Horas" (2002)

Reprodução/ Paramount Pictures / Via imdb.com

O filme que rendeu um Oscar a Nicole Kidman como Virginia Wolf narra paralelamente a vida de três mulheres lidando com sua homossexualidade em três décadas bastante distintas. Lidando com dramas de famílias, amores e trabalhos diferentes, elas têm em comum a famosa obra de Wolf, "Mrs. Dalloway".

12. "Uma Mulher Fantástica" (2017)

Reprodução/Participant Media / Via imdb.com

Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, este drama chileno mostra como a vida de Marina, uma garçonete e cantora transexual, vira de cabeça para baixo com o falecimento do seu namorado. Sofrendo preconceito de todos os lados, Marina luta para ter sua relação e sua identidade reconhecidas.

Publicidade

13. "Favela Gay" (2014)

Reprodução/ Luz Mágica Produções / Via imdb.com

Um dos poucos filmes a olhar para a comunidade LGBTQ dentro das favelas cariocas, este documentário mostra como, apesar do abandono do Estado e da família, estes homens e mulheres encontram dignidade no amor e na arte da resistência.

Veja também:

10 provas de que o "coitadismo" brasileiro já foi longe demais

14 pessoas LGBTQ contam que escola elas gostariam de ter frequentado

Uma organização de apoio jurídico LGBTQ virou alvo de fake news

Veja também