13 fatos sobre animais em filmes que explodiram minha cabeça

Como assim os rugidos dos dinossauros em "Jurassic Park" eram sons de sexo?!

1. Corujas treinadas foram utilizadas nos filmes da série "Harry Potter", e as primeiras cartas tiveram de ser reescritas porque elas eram pesadas demais para as corujinhas.

Warner Bros. Pictures

Quando chegou a hora de filmar a cena, a equipe de artistas gráficos teve de reescrever milhares de cartas (à mão!) para que as corujas treinadas aguentassem o seu peso.

2. Geralmente são utilizados diversos animais para um único personagem, mas em "Babe, o Porquinho Atrapalhado", o astro do filme foi interpretado por um total de 48 leitões!

Universal Pictures

Não sei quanto a você, mas acho que a fofura do Babe talvez diminuísse um pouco se ele crescesse e se tornasse um porco adulto. Por isso os adoráveis leitõezinhos eram utilizados apenas durante três semanas, antes de crescerem demais.

Publicidade

3. E ainda falando de "Babe, o Porquinho Atrapalhado", os porquinhos eram alimentados com manteiga de amendoim para dar a ilusão de estarem falando.

Universal Pictures

Provavelmente o truque mais antigo na história dos filmes de animais, mas tenho certeza que os porcos não reclamaram disso.

4. Ativistas pelos direitos dos animais protestaram contra "101 Dálmatas" após constatarem um aumento no número de cães da raça em abrigos de animais.

Buena Vista Pictures Distribution

A famosa e adorada fábula canina foi manchada por criadores irresponsáveis que tentaram lucrar com o sucesso do filme. Para ajudar a diminuir isso, a Disney se uniu ao Dalmatian Club of America (Clube da América dos Dálmatas, em tradução livre) para promover a adoção e educação sobre os animais de estimação quando perto do lançamento de "102 Dálmatas".

Publicidade

5. E "Procurando Nemo" teve um impacto devastador sobre os peixes-palhaços selvagens – tantas pessoas compraram os peixes como animais de estimação que eles acabaram localmente extintos em partes da Tailândia, Sri Lanka e Filipinas.

Buena Vista Pictures Distribution

A mensagem conservacionista do filme claramente não foi compreendida, causando um aumento de 40% nas vendas da espécie e colocando o peixe-palhaço na lista de espécies ameaçadas. Por causa disso, a organização Saving Nemo (Salvando Nemo, em tradução livre) foi criada para ajudar na conservação da espécie e de seu habitat.

6. Em "Jurassic Park", os icônicos rugidos dos velocirraptores eram, na verdade, sons de tartarugas transando.

Universal Pictures

Como era impossível replicar o verdadeiro som dos dinossauros, eles optaram por usar, bem, o mais próximo disso. Outros sons utilizados para os ruídos dos dinos incluem um cavalo relinchando de alegria e o latido de um jack russell terrier.

Publicidade

7. E os cineastas de "Flipper" optaram por utilizar os sons de pássaros kookaburra em vez dos ruídos de um golfinho de verdade.

Metro-Goldwyn-Mayer

Os gorjeios dos pássaros australianos foram acelerados, e não sei quanto a você, mas para mim ficou igual a um golfinho de verdade.

8. Se você achava que os esquilos em "A Fantástica Fábrica de Chocolate" eram computação gráfica, errou feio – eram esquilos reais treinados para quebrar nozes!

Warner Bros. Pictures

Tim Burton decidiu usar 40 esquilos treinados para a cena – entre animais de criadouros, domésticos e alguns retirados de abrigos –, e eles trabalharam durante 10 meses no total.

9. Daniel Stern pensou inicialmente que utilizariam uma aranha falsa para a famosa cena de "Esqueceram de Mim", mas ficou surpreso ao se deparar com uma tarântula real nas filmagens.

20th Century Fox

Durante muito tempo rolou um boato que Daniel Stern teve de ficar em silêncio para não assustar a aranha, mas Barry, a tarântula, não tinha ouvidos.

10. As abelhas em "O Mistério de Candyman" também eram reais, e Tony Todd recebeu um bônus em dinheiro para cada picada recebida.

TriStar Pictures

Tony recebia um bônus de 1.000 dólares para cada picada recebida e acabou levando 23 picadas!

11. Em "O Mágico de Oz", o salário de Totó era maior do que o dos atores que interpretaram os munchkins.

Loew's, Incorporated

Totó – interpretado por Terry, o terrier – recebia US$ 150 (cerca de US$ 2.500 na cotação atual) por semana, enquanto os atores que interpretavam os munchkins ganhavam apenas US$ 50 por semana, apesar de cantarem, dançarem e atuarem.

12. 450 cobras reais foram utilizadas em "Serpentes a Bordo"!

New Line Cinema

Sim, se você achou que os 48 leitões em "Babe, o Porquinho Atrapalhado" eram um exagero, isso aqui é uma overdose. Entre as centenas de cobras havia uma píton birmanesa com 6,7 metros de comprimento, maior do que a altura de uma girafa!

13. E, por último, o astro de "Perdido pra Cachorro" estava em um abrigo de animais, prestes a ser sacrificado, quando foi descoberto pelo treinador de cães do filme.

Walt Disney Studios Motion Pictures

Little Rusco, que interpreta Papi, o personagem principal, nunca tinha atuado quando foi descoberto e passou por seis meses de treinamento para o seu papel de sucesso.

Este post foi traduzido do inglês.