13 fatos esquisitos que farão você dizer: "hum, que loucura"

O tempo passa mais rápido para o seu rosto do que para seu pé. Quem diria, não?

1. Em 1991, havia 60.000 medusas em órbita pela Terra.

Alexander Vasenin / CC BY-SA 3.0 / Via commons.wikimedia.org

Em junho de 1991, o Ônibus Espacial Columbia partiu levando uma equipe de sete astronautas e 2.478 medusas na fase de pólipo. Os pólipos, medusas na fase inicial, foram mantidos em frascos e recipientes cheios de água do mar artificial. Isso fazia parte de um experimento que tinha por objetivo entender como seres vivos são afetados pela microgravidade em órbita pela Terra. No final da missão, elas tinham se reproduzido, e por isso havia 60.000 medusas circulando em órbita pela Terra.

2. Existem 5 espécies de cobras voadoras.

Suttisak Olari / Getty Images

Tá bom, não é bem um voo, está mais para uma aterrizagem controlada do que para um voo em si. Essas cobras não conseguem ganhar altitude. Mas conseguem meio que planar pelo ar deslizando de árvores, então se um dia você ouvir: "Jesus! Tem uma cobra voando!", saiba que pode ser possível. Essas cobras habitam florestas no sul e sudeste da Ásia e vão de árvore em árvore balançando seu corpo pra continuar no alto, evitando o trabalho de descer até o chão e ter que subir outra vez.

Publicidade

3. O tempo passa mais rápido para o seu rosto do que para seu pé.

Disney

A "dilatação do tempo" é uma das ramificações da teoria da relatividade de Einstein. Você já deve ter ouvido algo a respeito do "paradoxo dos gêmeos", um experimento mental de dois gêmeos que foram separados, um ficando na Terra, e outro enviado ao Espaço. A teoria de Einstein diz que o gêmeo na nave espacial, viajando em alta velocidade pelo universo, envelhece de forma mais lenta e ao retornar estará mais jovem que seu irmão deixado na Terra.

Esse experimento foi comprovado por meio do envio de relógios em aviões. E, em 2010, cientistas publicaram uma pesquisa indicando que isso também pode ser observado até em escalas pequenas, em diferenças de alturas menores que um metro. A diferença é muito pequena para ser sentida pelos humanos, mas, tecnicamente falando, o tempo passa mais rápido no nosso rosto do que no nosso pé, já que a força do campo gravitacional da Terra é levemente mais forte nos pés que na cabeça.

4. Em março de 1989, durante uma poderosa tempestade solar, a aurora boreal ficou visível em locais como a Flórida (EUA) e Cuba.

University of Alaska / Via nasa.gov

A tempestade também desligou toda a rede elétrica de Quebec, no Canadá, causando um apagão de nove horas.

Publicidade

5. Existe uma nuvem de gás na constelação de Áquila que contém tanto álcool que seria possível produzir 400 septilhões (4 + 26 zeros) canecas de cerveja a partir dela.

Till Credner, Allthesky.com / CC / Via en.wikipedia.org

Seu diâmetro é mil vezes maior que o do Sistema Solar e contém álcool etílico suficiente pra manter cada ser humano no planeta bêbado por vários bilhões de anos. O lado ruim é que essa nuvem está a 10.000 anos-luz daqui e seu álcool é misturado com outros componentes químicos, como o cianeto de hidrogênio, que tornariam seu sabor não tão agradável.

6. Abelhas conseguem sentir o campo elétrico das flores e usar isso pra encontrar pólen.

Youngryand / Getty Images

Pois é, flores possuem um campo elétrico em volta delas. E as abelhas, que ficam com carga positiva quando batem suas asas, usam esses campos elétricos como pistas pra descobrir onde encontrar néctar.

Publicidade

7. Depois de sua morte, o cérebro de Albert Einstein foi roubado por um patologista e desmantelado em 240 pedaços.

Dr Thomas Harvey / Via en.wikipedia.org

Thomas Harvey era o patologista de plantão no Princeton Hospital quando Einstein morreu ali, em abril de 1955. Einstein desejava que todos os seus restos mortais fossem cremados, mas Harvey tinha outros planos.

Escondido, ele pegou o cérebro do cientista e eventualmente o separou em 240 partes, que foram preservadas e armazenadas no porão de sua casa.

8. O último mamute-lanoso só morreu depois que a construção da maioria das grandes pirâmides já havia terminado.

en.wikipedia.org / en.wikipedia.org / Kelly Oakes / BuzzFeed

A maioria desses mamutes morreu a mais de 10.000 anos atrás, mas uma pequena população deles conseguiu sobreviver na ilha de Wrangel, no Oceano Ártico, até cerca de 1700 AC.

Nessa época, as pirâmides em Gizé já existiam há centenas de anos, já que foram construídas entre 2550 e 2490 AC.

Publicidade

9. Existe um inseto que possui engrenagens de verdade no corpo.

Em 2013, cientistas descobriram um sistema de engrenagens em um inseto do gênero Issus e publicaram sua descoberta no periódico "Science".

10. Sua língua possui uma "impressão digital".

Patrisyu / Getty Images

Em um estudo publicado em 2013, dois cientistas propuseram o uso da língua como método de identificação, que ocorreria pela análise da forma e textura. Segundo eles: "A língua é um órgão único, pode ser colocado para fora da boca para ser inspecionado – dando assim prova de vida – e, ao mesmo tempo, fica bem protegida dentro da boca dificultando fraudes e adulterações."

Publicidade

11. Os besouros sagrados, ou escaravelhos sagrados, usam como guia de navegação a Via Láctea.

Vendys / Getty Images

Esses besouros conseguem rolar suas bolas de esterco em linha reta quando enxergam o céu noturno, mas não se o tempo estiver encoberto, levando os cientistas a concluir que eles usam as estrelas e a Via Láctea como guias de navegação.

12. Existe uma bactéria que vive do gel de cabelo.

New Line Cinema

Foi descoberta em 2009 e batizada por Microbacterium hatanonis pelo cientista japonês Kazunori Hatano.

Publicidade

13. Se você voltar bem no passado, verá que quase todo mundo é seu antecessor direto.

Segue a matemática:

Você tem seus dois pais biológicos, quatro avós, oito bisavós e assim vai. A cada geração, o número dobra. Na sexta geração, por exemplo, você tem 2⁶, ou 64, antecessores. Esse número cresce tão rápido que atinge aproximados um bilhão quando chega na trigésima geração. No entanto, a população mundial só atingiu um bilhão de habitantes na primeira década do século 19, e isso é muito depois da sua trigésima geração.

Essencialmente, quando você volta no tempo, logo vai alcançar um ponto quando todo mundo vivo é antecessor de praticamente todo mundo (se eles tiveram filhos, que tiveram filhos etc.) ou de ninguém (no caso de não terem tido descendentes).

Veja também:

Publicidade

Publicidade

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

Publicidade

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Luísa Pessoa.