13 casos médicos que vão te fazer gritar por socorro

O corpo humano tem cada uma.

1. Um homem deu entrada no pronto-socorro reclamando de estar bêbado sem ter tomando nem um gole de álcool. Descobriu-se que o homem estava involuntariamente produzindo cerveja em seu intestino. O homem de 61 anos, que tinha um histórico de ter cervejaria caseira, havia acumulado levedura no estômago. Então, quando ele comeu alimentos ricos em amido, a levedura fermentou os açúcares em etanol. O homem era basicamente uma cervejaria humana viva.

Andrewsafonov / Getty Images

2. Em 2016, um jovem de 17 anos morreu na Cidade do México após receber um chupão de sua namorada. Segundo relatos, os médicos acreditam que o chupão gerou um coágulo de sangue que viajou para o cérebro e causou um AVC.

Neil Sidhoum / Getty Images

Publicidade

3. Em 19 de fevereiro de 1994, Gloria Ramirez deu entrada no pronto-socorro, coberta por um brilho oleoso, com um odor de alho saindo de sua boca. Após tirar sangue, as pessoas notaram um cheiro estranho saindo do tubo. Os membros da equipe começaram a se sentir mal e foi ordenada uma evacuação do hospital. Vinte e três pessoas ficaram doentes, cinco delas precisaram ser hospitalizadas. A causa oficial da morte foi insuficiência renal. Depois de uma investigação, houve muitas teorias e hipóteses para o que aconteceu, mas nenhuma evidência concreta.

4. Quando o presidente James A. Garfield foi baleado em 2 de julho de 1881, os médicos acreditavam que a bala havia penetrado em seus intestinos. Como resultado, eles insistiram para que o presidente fosse alimentado pelo reto. O presidente consumiu diversos alimentos, incluindo caldo de carne, gema de ovo, leite, uísque e gotas de ópio, tudo através de seu reto. Essa dieta insalubre, assim como práticas médicas pouco higiênicas, levaram à morte do presidente em 19 de setembro de 1881.

Benoitb / Getty Images

Publicidade

5. Em 1917, Adam Rainer, de 18 anos, media 1,38m. Devido a um tumor em sua glândula pituitária, aos 32 anos ele teve um surto de crescimento que o deixou com 2,18m. Cirurgias para remover o tumor não tiveram sucesso. Quando ele morreu em 1950, aos 51 anos, tinha 2,34m. Ele é considerado a única pessoa na história a ser tanto anão quando gigante.

7activestudio / Getty Images

6. Dawn Becerra, americana de Scottsdale, Arizona, havia estado no México e comido carne de porco. Ao voltar passou três semanas doente e começou a sofrer de convulsões violentas. Os médicos descobriram um verme parasita alojado em seu cérebro. Como o verme estava em uma área sensível do orgão, ela teve que permanecer consciente durante as seis horas da cirurgia para remover o verme.

Dimid_86 / Getty Images

Segundo o Dr. Joseph Sirven, Becerra ingeriu um parasita que se fixou como um ovo em sua parede intestinal. O ovo se transformou em um verme, que se deslocou através de sua corrente sanguínea e entrou no cérebro. O verme em si não causa muito problema. Mas quando ele morre e se decompõe, o corpo o trata como algo estranho e pode inflamar o tecido ao redor.

Publicidade

7. Em 1754, Ewen MacDonald foi condenado à morte por enforcamento. Após a execução, foi ordenado que seu corpo fosse dissecado e anatomizado. Quando os cirurgiões preparavam seu corpo para a dissecação, para surpresa de todos, MacDonald se sentou "e imediatamente implorou por misericórdia". Um dos cirurgiões pegou um martelo de madeira e o matou novamente.

Sudok1 / Getty Images

8. Em 2003, Holly Marie Adams transou com os gêmeos idênticos Raymon e Richard Miller no mesmo dia, com intervalo de horas. Então, ela engravidou. Inicialmente, Holly disse que Raymon era o pai, mas ele contestou. Então, foi feito um teste de paternidade que revelou que AMBOS os homens tinham mais de 99,9% de probabilidade de ser o pai.

Jxfzsy / Getty Images

De acordo com o Dr. Bob Guiles, um especialista em testes de paternidade, "simplesmente não há nenhum teste que explique a diferença entre dois gêmeos idênticos".

Os tribunais consideraram Raymon como o pai, e espera-se que ele continue pagando pensão alimentícia, apesar da ambiguidade. Ele continua defendendo o caso.

Publicidade

9. Em 1984, uma mulher na Inglaterra alegou que vozes alucinatórias haviam falado que ela tinha um tumor no cérebro. A mulher, que não tinha doenças prévias, recebeu um tratamento para psicose alucinatória. Ela continuou ouvindo as vozes que insistiam que ela precisava de uma tomografia cerebral. Segundo o British Medical Journal, as vozes teriam dito a localização exata do tumor. Seu pedido para fazer uma tomografia foi concedido, e foi encontrado um tumor exatamente onde as vozes haviam falado que ele estaria.

Dr_microbe / Getty Images

10. Em 2013, um chinês de 66 anos visitou um médico, reclamando de dor abdominal intensa. Após exames mais detalhados, descobriu-se que o homem, que tinha 1,34m, barba e pênis com "testículos não detectáveis", era geneticamente uma mulher. Ele tinha os órgãos internos de uma mulher e a dor era causada por um grande cisto benigno no ovário.

Krisanapong Detraphiphat / Getty Images

Segundo os médicos, o paciente tinha uma combinação de síndrome de Turner e hiperplasia adrenal congênita (HAC). Houve apenas seis casos documentados em que o paciente tinha as duas doenças.

Publicidade

11. Um homem de 19 anos, na Virgínia, bebeu um litro de shoyu para ganhar uma aposta. Ele começou a convulsionar e espumar pela boca. Duas horas depois ele estava no pronto-socorro e seu corpo não respondia nem à dor nem a comandos verbais. Ele acabou ficando em coma por três dias. Quando os médicos mediram o nível de sódio em seu sangue, foi o mais alto que já haviam visto em um "adulto que sobreviveu à intoxicação sem problemas neurológicos permanentes".

Photographereddie / Getty Images

12. Em 1809, Jane Todd Crawford, de 45 anos, foi erroneamente diagnosticada por dois médicos que disseram que ela estava grávida de gêmeos. Um terceiro médico, Dr. Ephraim McDowell, ofereceu um diagnóstico diferente: ele acreditava que Crawford tinha um grande tumor no ovário e se ofereceu para removê-lo em uma cirurgia experimental que nunca havia sido realizada antes. Sem o uso de anestésicos ou antibióticos, McDowell removeu um tumor de ovário de 10 quilos na primeira ovariectomia de todos os tempos. Crawford se recuperou da cirurgia e morreu com 78 anos.

Shidlovski / Getty Images

Publicidade

13. Em 2012, um homem iraniano decidiu tatuar a frase "boa sorte em suas viagens" em persa na lateral de seu pênis. Depois que a dor diminuiu, o homem notou que suas ereções estavam durando mais do que o normal. Uma semana depois, ele teve uma ereção permanente que não passava. Os médicos determinaram que a tatuagem havia danificado vasos no pênis, causando priapismo não isquêmico. Após vários tratamentos, o homem desistiu e decidiu viver com seu pênis permanentemente ereto.

Onandter_sean / Getty Images

Veja também:

Publicidade

Publicidade

A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Susana Cristalli.

Publicidade

Veja também