12 dicas sinceras para você começar a ter uma relação melhor com a cozinha

Acertar a receita de primeira é ótimo, mas também tá tudo bem errar.

Muita gente está aproveitando o período de isolamento para cozinhar mais em casa. Entre erros e acertos, é normal que um cozinheiro de primeira viagem se sinta um pouco frustrado.

Deagreez / Getty Images

#chateada

Pensando nisso, criamos esta lista que não é exatamente sobre dicas culinárias. Aqui você vai encontrar conselhos (alguns óbvios, mas que você talvez ainda não tenha escutado) que vão te ajudar a ter uma relação melhor com a cozinha.

Ridofranz / Getty Images

"kkkkkk ai colher, você é tão engraçada!"

Publicidade

1. Não entre em pânico.

New Line Cinema / Robert Simonds Productions / Brill Stein Entertainment / Via giphy.com

A não ser que a sua casa esteja em chamas ou que você vá servir um banquete para a rainha da Inglaterra, não há motivos para se desesperar enquanto está na cozinha. Preparar uma comida é entender processos, é descobrir como diferentes alimentos se comportam em diferentes receitas. Prestar atenção nos ingredientes ao longo de todas as etapas de uma receita vai te ajudar não só a ficar cada vez melhor como também te ensinar a lidar com imprevistos e erros.

2. Permita-se errar.

Gominho Gourmet / Via tenor.com

É muito legal e gratificante acertar uma receita de primeira, mas também não há problema nenhum em cometer erros. Aquela frase "é errando que se aprende" deveria ser o lema de todo cozinheiro de primeira viagem. Quando eu comecei a me aventurar no fogão eu errei tanto, mas TANTO, que coloquei na minha cabeça que essa não era uma atividade pra mim. Isso só mudou quando passei a encarar os pequenos desastres como uma forma de aprender o básico, entender o que funciona e o que não deve ser feito. É clichê, mas é verdade! A sua avó, que é aquela cozinheira maravilhosa que nunca erra, com certeza já passou diversos perrengues até dominar aqueles pratos que você tanto ama.

Publicidade

3. Não sinta vergonha por não saber de tudo.

Oleksandr Briagin / Getty Images

Uma das verdades mais universais é aquela que diz que ninguém sabe de tudo. É claro que existem chefs profissionais e pessoas que manjam muito sobre cozinha, mas o fato é que cozinhar é um aprendizado constante. Se você não sabe o básico, tipo refogar uma cebola ou fritar um ovo, faça o que todo mundo faz: pergunte! Mande uma mensagem para aquele amigo ou amiga que arrasa nas receitas, procure no Google, entre no Tasty Demais, assista programas de culinária, leia sobre diferentes pratos e alimentos, mesmo sobre aqueles que você não curte. Desde que o mundo é mundo, o questionamento e a curiosidade é o que nos move para frente. Por isso, não sinta vergonha quando se deparar com algo que você não está familiarizado/a. Assumir as próprias ignorâncias (e não estou falando de forma pejorativa) é o melhor caminho para evoluir tanto na cozinha quanto na vida!

4. Paciência é um ingrediente essencial.

Artoleshko / Getty Images

Por mais que você esteja com pressa, não adianta correr para comida ficar pronta logo. Cada alimento tem um tempo de preparo que precisa ser respeitado. Esse tempo pode variar de acordo com vários fatores: como ele está sendo feito, com quais outros ingredientes ele está sendo misturado e até mesmo o tipo de panela que você está usando. Quando a receita nos informa que o preparo é de uma hora, é importante lembrar que isso é uma média. Na sua casa, pode demorar mais ou demorar menos. Se você está morrendo de fome mas optou por fazer algo mais elaborado pra fugir do macarrão instantâneo, dê aquela famosa "forrada" no estômago com alguns aperitivos. Dessa forma você não se distrai com a própria barriga roncando e nem vai querer apressar os processos para comer rápido.

Publicidade

5. Toque nos alimentos.

Nerudol / Getty Images

Algumas pessoas adoram comer um bife suculento, mas não suportam a ideia de manipular uma peça de carne crua. Essa sensação pode acontecer inclusive com frutas e vegetais, e o melhor conselho para superar essa barreira é: toque nos alimentos. Sim, pegue com as mãos, sinta a textura, o peso, a densidade. Acostume-se com as sensações (boas e ruins) que alguns ingredientes podem te causar. Entrar em contato com os alimentos é fundamental para quem está começando a cozinhar. Se mesmo assim você continuar com nojo de um ingrediente a ponto de não querer tocá-lo, é melhor escolher outra coisa para comer. Afinal, o que você não quer nas suas mãos, muito provavelmente você também não vai querer na sua boca (sem trocadilhos, por favor).

6. Experimente de tudo.

Nickelodeon / Via gifimage.net

Para ter uma relação saudável com a cozinha você deve se livrar de preconceitos. Não tem problema nenhum não gostar de algum tempero ou de alguma comida, mas que tal dar uma segunda chance a eles? Às vezes, você não gosta de um determinado sabor por uma questão de quantidade ou de intensidade. É aí que entra uma das maiores vantagens de preparar sua própria comida: você pode dosar tudo de acordo com o seu gosto. Antes de começar a cozinhar eu dizia pra todo mundo que não gostava de coentro. Um belo dia, resolvi fazer uma receita onde o coentro era uma das estrelas principais, e pra minha surpresa eu adorei! Ninguém precisa gostar de tudo, cada paladar funciona de um jeito e é normal não ser fã de uma comida que todo mundo ama. Mas se permitir experimentar (e reexperimentar) pode abrir a sua mente para um mundo totalmente novo de sabores e possibilidades.

Publicidade

7. Tenha mais de uma fonte de inspiração.

Humanmade / Getty Images

Quase todo cozinheiro amador se inspira em algum chef da TV ou da internet, e ter um "guia" é super importante para quem está começando. Porém, tente não se prender a apenas um canal de receitas. A diversidade é essencial na nossa vida, por que ela também não seria na cozinha? Procurar referências e inspirações em lugares e pessoas diversas (inclusive em você mesmo/a) é a chave para que suas comidas ganhem mais personalidade. É verdade que alguns pratos exigem que você siga o preparo à risca e realmente não abrem muito espaço para o improviso, mas existe uma infinidade de receitas de chefs famosos que você pode usar apenas como base e dar um brilho diferente a ela com o seu toque pessoal. Como já dizia o ET Bilu: busque conhecimento!

8. Organizar a cozinha é fundamental.

Disney / Via tenor.com

Não importa se a sua cozinha é grande ou pequena, se você tem milhares de utensílios ou apenas aqueles essenciais. O que vai te ajudar mesmo na hora de começar os trabalhos culinários é a organização. Eu (e acho que grande parte das pessoas também) não consigo nem cortar uma cebola se a pia da cozinha está com uma montanha de louça ou se o lixinho está cheio até a tampa. Além de ser higiênico, trabalhar em uma cozinha organizada vai te permitir pensar melhor e focar no que precisa ser feito. Encontre um cantinho, mesmo que pequeno, onde você consiga deixar próximos todos os ingredientes e utensílios que serão utilizados. Isso evita que você se atrapalhe e também te ajuda a não ter que ficar saindo de perto das panelas toda hora pra buscar alguma coisa que você esqueceu ou que não está no seu alcance.

Publicidade

9. Mas também é preciso aceitar a bagunça.

Kerkez / Getty Images

Cozinhar faz bagunça, simples assim. Por mais cuidadoso/a que você seja, sempre vai ter uma coisa respingando no chão, rolando pra baixo do fogão ou se perdendo em algum canto obscuro da sua cozinha. Até aquelas receitas que são feitas em uma única panela geram uma louça que você vai ter que lidar depois. O fato é que ficar o tempo todo se preocupando em não sujar nada enquanto você cozinha só vai te fazer perder o foco e tornar a experiência uma coisa chata. Como falamos acima, é importante manter a organização. Porém, existem coisas que nós podemos limpar e arrumar DEPOIS de cozinhar, e não durante. Se bater aquela preguiça, tudo bem! Faça uma arrumação básica e rápida após terminar tudo e, quando estiver disposto/a, encare a limpeza profunda.

10. Não se deixe intimidar pelos pratos perfeitos do Instagram.

Chefs na Quarentena / Via instagram.com

Acertar o sabor de uma receita e ainda conseguir deixá-la bem bonitona pra postar nas redes? Que sonho! Coisas assim realmente fazem a gente se sentir mais confiantes e animados para continuar cozinhando, mas lembre-se de que nem todo prato feito em casa vai ser belo igual uma estátua grega. Quando vemos imagens de comidas perfeitas nos canais famosos da TV e da internet, a gente automaticamente pensa que nunca vai conseguir fazer nada tão bonito quanto aquilo. Às vezes isso pode até ser verdade, mas não é motivo para te deixar desapontado/a com o seu trabalho. As receitas postadas no Instagram são extremamente belas justamente pra chamar a sua atenção e gerar engajamento. É claro que é muito legal fazer algo do zero que fique com a aparência digna de restaurantes conceituados, mas se a comida ficar meio feia também não tem problema nenhum! No final, o importante é contemplar suas próprias expectativas e não as expectativas dos seus seguidores que nem vão comer o que você preparou.

Publicidade

11. Não se foque em "aprender a cozinhar".

Metamorworks / Getty Images

Aprender a cozinhar é um conceito muito amplo. Quando uma pessoa diz que sabe cozinhar ela está falando exatamente do que? Que ela sabe os conceitos básicos ou que ela sabe preparar TODAS as receitas que existem? Como falei aqui, cozinhar é um aprendizado constante. Você pode ser craque em uma receita e prepará-la de olhos fechados (não faça isso), mas quando for tentar fazer um prato novo vai ter que aprender novas coisas sobre ele. Às vezes, aquele ingrediente que você domina totalmente em uma receita pode se comportar de forma diferente e inesperada em outra. Por isso, colocar na sua cabeça que você tem que "aprender a cozinhar" pode ser um pensamento que no final das contas só vai te desmotivar. Encare cada dia como uma nova possibilidade, uma nova aula onde você vai adquirir mais e mais conhecimento.

12. Tente de novo.

Nickelodeon / Via gifer.com

O arroz ficou todo grudado? O bolo não cresceu? O empadão ficou salgado demais? Bom, tente outra vez! Caso você já tenha se esquecido, o segundo item desta lista é "permita-se errar", e tão importante quanto isso é se dar mais uma chance. Todo mundo fala que a repetição leva ao aperfeiçoamento, e isso vale 100% para as suas experiências na cozinha. Não é porque sua receita deu errado agora que ela vai dar errado pra sempre. E mesmo quando você acerta tudo de primeira, sempre vão existir formas de deixar o prato ainda melhor da próxima vez.

Publicidade

Se você tem alguma dica ou conselho que pode ajudar os cozinheiros de primeira viagem a se relacionarem melhor com a cozinha, deixe nos nossos comentários!

Veja também