11 saídas de personagens que arruinaram as séries e 10 que as tornaram melhores

Mark Brendanawicz e Elena Gilbert já foram tarde.

Acontece em todas as séries de longa duração: os atores querem sair do elenco, por isso seus personagens são eliminados.

ABC

Às vezes, as saídas de personagens dão um novo fôlego à série. Mas, em outras vezes, a saída de um personagem é tão injustificada e frustrante que até te faz parar de assistir.

Freeform

Publicidade

Abaixo nós listamos 10 vezes em que as saídas de personagens ajudaram as séries e 11 em que prejudicaram!

1. Prejudicou: Allison, em "Teen Wolf".

Allison tells Scott she loves him
Allison tells Scott she loves him

MTV

"Nunca vou superar. Allison era uma personagem feminina muito forte, e tinha um arco muito bom. DAÍ ELA MORREU. Eu nunca achei que sua morte foi devidamente lamentada (sem funeral!! Até KATE teve um funeral, e ela nem sequer estava morta!), e a série realmente sentiu sua perda. Nunca mais foi a mesma coisa."

Publicidade

2. Ajudou: Mark, em "Parks and Recreation".

NBC

Mark era O PIOR, e todos nós sabíamos disso. Ele não acrescentou absolutamente nada à série, e qualquer coisa que colocasse algum tipo de conflito entre Ann e Leslie parecia irritante. Ele não tinha personalidade, e nós não sentimos falta dele. Tchau!

3. Prejudicou: Alex, em "Grey's Anatomy".

ABC

Não só foi horrível que seu personagem tenha deixado a série, mas o motivo que deram para isso foi horrível. Os fãs NÃO ficaram felizes por ele ter ido morar com Izzie e seus filhos secretos (??) sem sequer ter se despedido pessoalmente de ninguém, achando isso super fora do personagem.

Publicidade

4. Ajudou: Lucas e Peyton, em "One Tree Hill - Lances da Vida".

The CW

Sei que há algumas pessoas por aí que nem sequer tentaram assistir depois que Lucas e Peyton saíram, e pergunto: você realmente gostava tanto assim do Lucas ou da Peyton? Ambos estavam angustiados e cansados, e o foco em seu relacionamento nas temporadas 5 e 6 fez a série se arrastar. A adição de Quinn e Clay (sim, Quinn era meio chata, mas Clay era INCRÍVEL) e dar mais tempo para Julian elevou a temporada 7 bem acima da 5 e 6. Sinceramente, Lucas e Peyton já foram tarde!

5. Prejudicou: o Treinador, em "New Girl".

Fox

O treinador não foi a melhor parte do piloto de "New Girl", mas Damon Wayans Jr. é um ator incrível que poderia ter contribuído bastante nas primeiras temporadas de "New Girl" — ele provou isso quando voltou na temporada 3. Adorei vê-lo crescer como professor e criar um vínculo improvável com Jess. E então, ele saiu novamente após a temporada 4! Não é coincidência que a série tenha começado a piorar depois disso.

Publicidade

6. Ajudou: Vanessa, em "Gossip Girl: A Garota do Blog".

The CW

Seu propósito na série era basicamente puxar Dan de volta para seu lado, uma missão infrutífera que se tornou cansativa após a segunda temporada e teria sido muito mais eficaz se Vanessa realmente tivesse sido simpática. Seu enredo individuai se tornou chato (lembra quando ela estava meio que namorando o Scott?), e seus pares românticos eram esquisitos (não consigo acreditar que eles a colocaram com Chuck).

7. Prejudicou: Michael Scott, em "The Office".

NBC

Olha, eu não gosto do Michael Scott como pessoa. Mas... "The Office" ERA Michael Scott. Ele sustentava o humor da série, mesmo que nem sempre fosse meu tipo favorito. Sem ele, não tinha série.

Publicidade

8. Ajudou: Robb e Catelyn, em "Game of Thrones".

HBO

O Casamento Vermelho foi possivelmente a maior reviravolta de enredo na história da TV, e isso foi uma coisa boa — nos mostrou que ninguém estava seguro. Embora eu sentisse falta de seus personagens, suas mortes acrescentaram uma camada extra de medo e animação a uma série que ocasionalmente se arrastou em temporadas anteriores. Esse foi "Game of Thrones" no seu melhor — imprevisível e disposto a fazer qualquer coisa.

9. Prejudicou: todos os personagens de "Once Upon a Time" (exceto Henry e Regina).

ABC / Via youtube.com

Toda vez que me irrito com o fato de uma série estar encerrando sua trajetória voluntariamente, penso em "Once Upon a Time". Não havia necessidade de recomeçar com um novo elenco em tantas temporadas, especialmente não um elenco liderado por um Henry adulto. Ninguém nunca havia assistido por causa do Henry, e isso não iria mudar na sétima temporada. A série realmente deveria ter terminado muito mais cedo, em vez de trocar de elenco e continuar.

Publicidade

10. Ajudou: Elena, de "The Vampire Diaries".

The CW

Eu amava tudo no triângulo Damon-Stefan-Elena, e embora Elena não fosse uma personagem incrível, parecia que a série não existia sem ela. NO ENTANTO, foi uma surpresa muito agradável ela ter saído. A temporada 7 foi realmente muito forte: perder Elena nos deu mais tempo para nos concentrarmos em personagens que realmente gostávamos, como Bonnie e Caroline, e deu espaço para Damon e Stefan se tornarem o relacionamento central da série. MUITAS cenas ótimas de Damon-Stefan e Damon-Bonnie vieram da saída de Elena.

11. Prejudicou: Derek, em "Grey's Anatomy".

ABC

É muito difícil conseguir matar um de seus personagens principais, mesmo em uma série que já o tinha feito com sucesso antes. O coração da série (especialmente depois da saída de Cristina) era a relação de Derek e Meredith, e matar Derek levou o ridículo da série e suas tragédias longe demais.

Publicidade

12. Ajudou: Ethan, em "Barrados no Baile — Nova Geração".

The CW

Eu literalmente não consigo me lembrar de nada sobre o personagem de Ethan, apenas que ele era gostoso... e acho que ele atropelou uma garota? Por que Noemi e Annie brigaram por ele? Graças a Deus, eles se livraram daquele peso morto, basicamente, logo de cara — embora o tenham substituído por Liam, que era um só pouco melhor.

13. Prejudicou: Charlie, em "Lost".

ABC

Esse aqui realmente me marcou. Charlie se sentiu injustamente excluído (sua relação com Claire era muito fofa, então parecia que a série esqueceu disso!!!), e mesmo tendo uma espécie de morte heroica, pareceu realmente inútil. NÃO É O BARCO DE PENNY, ainda me faz chorar. Ele tinha mais história para contar!

Publicidade

14. Ajudou: Beck, em "Você".

Netflix

NÃO vou dizer que foi uma coisa boa Joe ter matado Beck. Ela não merecia morrer, e eu estava torcendo para que ela saísse viva. MAS a troca de locais e de protagonistas femininas funcionou muito bem na segunda temporada. O amor de Victoria Pedretti foi muito mais dinâmico e divertido do que Beck, e foi realmente divertido ver Joe finalmente encontrar seu par.

15. Prejudicou: Caleb, em "Pretty Little Liars".

Freeform

Por que eles sempre roubam os melhores personagens de uma série para criar outra derivada? O relacionamento de Caleb e Hanna foi um dos destaques da série, e ter alguém lá que era competente e inteligente, e que realmente ajudou as Maldosas era muito bom. Tirá-lo de um monte de episódios para colocá-lo no maldito spin-off sobrenatural "Ravenswood" foi um grande erro — graças a Deus ele voltou. Mesmo assim, os escritores tiveram que pular através de arcos quando ele voltou para não deixar "Maldosas" sobrenatural também.

Publicidade

16. Ajudou: Skye, em "13 Reasons Why".

Netflix

Eu realmente gostei muito do personagem de Skye. Foi muito bom ver um personagem que estava lutando explicitamente com sua saúde mental receber ajuda profissional e ficar melhor. Também foi muito bom ver um personagem dar uma bronca em Clay por causa de todo seu complexo de "salvar pessoas". A saída de Skye pareceu certa porque a série estava dizendo aos espectadores que às vezes é preciso se retirar de um ambiente tóxico para seguir adiante, e a recuperação pode ser um processo longo e difícil que não deve ser usado para como diversão. Pelo menos uma vez, "13 Reasons Why" realmente pareceu respeitar um personagem em vez de colocá-lo em um trauma adicional em benefício do drama.

17. Prejudicou: Andy, em "Modern Family".

ABC

Andy e Haley são meu PAR PERFEITO, e ainda estou chateada por não terem acabado juntos. Eles combinavam muito bem e eram um par muito engraçado. Adam DeVine foi uma grande adição à série, e ele realmente renovou alguns enredos que estavam ficando cansados. Fiquei tão triste de vê-lo partir, e ter Haley terminando com Dylan foi como um retrocesso para seu personagem.

Publicidade

18. Ajudou: Mutt, em "Schitt's Creek".

Pop!TV

Mutt ainda apareceu de vez em quando, depois que ele e Alexis se separaram, mas foi raro depois disso. Mutt era, sinceramente, um personagem super chato — ele mal falava! Embora eu gostasse de ter um homem heterossexual para contrapor as exageradas Roses, Patrick e Ted se saíram MUITO melhor ao serem realmente tridimensionais.

19. Prejudicou: Marissa, em "O.C.: Um Estranho no Paraíso".

Fox

Mais uma vez, matar um personagem principal é muito difícil — especialmente quando se tem apenas quatro. Acabar com o romance proibido de Marissa e Ryan dessa forma fez com que todo o resto se tornasse meio sem sentido. Mesmo que Marissa fosse meio difícil, você tem que admitir que a série não era a mesma sem ela.

Publicidade

20. Ajudou: Pierce, em "Community".

NBC

Quando comecei a assistir "Community" eu odiei o Pierce instantaneamente. Até perguntei ao meu amigo que me indicou a série quanto tempo eu iria ter que aguentá-lo. Acabou sendo mais tempo do que eu gostaria, mas pelo menos ele acabou saindo. Jeff já fazia o personagem idiota — não precisávamos de um personagem tão abertamente racista e sexista. Já foi tarde!

21. E, finalmente, prejudicou: os Originais, em "The Vampire Diaries".

Klaus, Elijah e Rebekah realmente "revampirizaram" a série, permitindo que as temporadas posteriores fossem ainda melhores do que as duas primeiras. Eles tinham alguns ótimos relacionamentos com os personagens: Elijah com Katherine, Klaus com Caroline e Rebekah com Matt. Foi legal que eles tiveram sua própria série, mas isso aconteceu às custas de "The Vampire Diaries", que nunca mais foi a mesma depois que eles saíram.

Publicidade

Eu esqueci alguma coisa? O que você acha dos exemplos acima? Conte para a gente nos comentários!

Este post foi traduzido do inglês.

Publicidade