10 diferenças na vida de um solteiro aos 18, 25 e 30 anos

Balada -> Bar -> Jantarzinho.

1. A VIBE.

Aos 18: Desapego é seu nome do meio e você só quer botar a tcheca pra sambar.

Publicidade

Aos 25: Você não está tão no fervo quando aos 18 mas quer curtir.

Aos 30: Você simplesmente é muito mais seletivo.

Publicidade

2. O FLERTE.

Aos 18: É realizado de forma descarada e constante.

Publicidade

Aos 25: O importante nessa idade é aproveitar pra flertar bem e nas oportunidades certas.

Nada de ficar atirando para tudo que é lado.

Aos 30: Você não tem muita paciência e escolher quando realmente quer flertar.

Publicidade

3. O HABITAT DA CAÇA.

Aos 18: Balada, balada e balada.

Publicidade

Aos 25: Barzinho é sempre a melhor pedida.

Aos 30: Por favor um jantar para poder conversar legal, né?

Publicidade

4. OS APLICATIVOS DE PEGAÇÃO.

Aos 18: Um plus no flerte e usado de modo automático.

Publicidade

Aos 25: Bastante promissor, pode ajudar bastante.

Aos 30: Pode ser a melhor ou pior coisa do mundo.

A melhor: você realmente conversa com pessoas legais que querem a mesma coisa que você.

A pior: você pode não receber nenhuma cantada.

Publicidade

5. OS ENCONTROS.

Aos 18: Marcados para ontem pelo WhatsApp.

Publicidade

Aos 25: "Deixa eu checar na minha agenda".

Aos 30: Aquela coisa marcada meio sem graça, meio animado.

Publicidade

6. OS FORAS.

Aos 18: "A fila anda".

Publicidade

Aos 25: "Vamos ver o que não deu certo para não repetir o erro".

Aos 30: "Não rolou, fazer o quê?"

Publicidade

7. OS EX.

Aos 18: Ex bom é ex morto.

Publicidade

Aos 25: Alguns você até mantem como amigo.

Aos 30: Geralmente viram seus melhores amigos.

Publicidade

8. SEXTA-FEIRA.

Aos 18: Tudo é festa (e sensualização).

Publicidade

Aos 25: Que delícia que é curtir com os amigos!

Aos 30: Não existe melhor companhia que sua televisão.

Publicidade

9. AS AMIZADES.

Aos 18: Não dá pra viver sem, afinal, sem eles a balada não tem a menor graça.

Publicidade

Aos 25: "Vamos marcar" é uma constante chata na sua vida porque simplesmente não dá tempo de marcar de verdade.

Aos 30: São verdadeiros companheiros e você pode perder horas conversando sobre tudo com eles.

Publicidade

10. ENCONTROS DE FAMÍLIA.

Aos 18: "E as namoradinhas?"

Publicidade

Aos 25: "E as namoradinhas?"

Aos 30: "E as namoradinhas?"

Publicidade

Veja também:

Publicidade

Veja também